MÉDICOS CUBANOS SERÃO MANDADOS EMBORA DO BRASIL

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, prepara, para os próximos meses, mudanças importantes no Programa Mais Médicos.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Atendendo reivindicações da classe médica e levando em consideração o caos na saúde pública, pretende-se, aos poucos, qualificar o programa diminuindo a participação de estrangeiros e valorizando os médicos do Brasil. Tal iniciativa pode ser deduzida do saudável afastamento diplomático do país dos regimes ditatoriais de Cuba e da Venezuela.
Absurdos como a entrada de estrangeiros no país sem a mínima aferição de suas qualificações serão extintos ainda que o programa, como um todo, não seja imediatamente encerrado de forma radical.
Sem dúvida nenhuma o Ministério da Saúde há de entender que a recuperação de uma Rede Hospitalar destruída por 13 anos de Regime Petista é fundamental para qualquer programa de saúde pública e que mesmo o médico estrangeiro, no mais longínquo rincão do Brasil, precisa de apoio para fazer uma medicina de boa qualidade – esperança dos médicos e pacientes do nosso país. Colaborou na edição desta matéria o Médico Milton Pires a quem o Cristalvox presta as merecidas homenagens.