Warning: tempnam(): open_basedir restriction in effect. File(/tmp) is not within the allowed path(s): (/home/cristalvox.com) in /home/cristalvox.com/www/wp-content/themes/Newsmag/functions.php on line 91

Warning: fopen(): Filename cannot be empty in /home/cristalvox.com/www/wp-content/themes/Newsmag/functions.php on line 92

Warning: fwrite() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/cristalvox.com/www/wp-content/themes/Newsmag/functions.php on line 93
Cristalvox | Notícias Políticas do Brasil e do Mundo
Início Site

Lula já pode ir para a cadeia pelo caso do triplex

O Ministério Público Federal (MPF) afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já pode começar a cumprir provisoriamente a pena de 12 anos e 1 mês de prisão a que foi condenado há menos de um mês pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

A afirmação foi feita no parecer emitido na sexta-feira (23), no qual o MPF pediu que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negue o pedido de habeas corpus preventivo feito pela defesa do ex-presidente Lula, que tenta evitar ser preso até o final do processo em que foi condenado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do apartamento triplex do Guarujá (SP).

No parecer, o subprocurador-geral da República Francisco de Assis Vieira Sanseverino afirma que há fundamento jurídico no acórdão de segunda instância e jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). E segue o posicionamento da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em pedido similar da defesa de Lula feito ao STF, liminarmente negada pelo ministro Edson Fachin, no início deste mês.

O temor de Lula de ser preso levou sua defesa a impetrar o habeas corpus preventivo em 30 de janeiro de 2018, quando ainda não havia acórdão publicado, mas apenas o extrato de ata da sessão de julgamento. E entre as alegações da defesa, estaria o fato de que os questionamentos sobre a condenação no TRF4 seriam aceitos pelo STF. “Esta alegação exige, com a devida venia, gigantesco esforço imaginativo, porque nem o recurso foi interposto, nem o argumento foi deduzido. Como rebatê-lo, se o recurso ainda não existe?”, questiona o MPF, no parecer.

Além disso, o parecer refere-se ao fato de a defesa ter apresentado o pedido antes mesmo da publicação da íntegra do acórdão. No pedido do habeas corpus preventivo, a defesa do ex-presidente afirma que a decisão do TRF4 não traria fundamento claro sobre a execução provisória da pena, no caso do triplex do Guarujá. No mesmo dia, o vice-presidente do STJ indeferiu o pedido de liminar.

O subprocurador mostra, ainda, que o STJ já seguiu o entendimento do STF e determinou a execução provisória da pena em outros casos, seguindo entendimento em repercussão geral do STF, de novembro de 2016. “Adotar, assim, outro entendimento nesse caso específico, significaria emprestar ao presente processo seletividade incompatível com o exercício da jurisdição, já que o cumprimento da pena nada mais é do que o corolário do resultado do processo, aplicável aos condenados em primeiro e em segundo graus”, aponta o texto. (Com informações da Comunicação do MPF)

Link de referência – http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=96898429218

Saiam da Frente: Forças Especiais já estão no Rio

Uma tropa que recebe treinamento de alto nível, com sede em Goiânia, chegou ao Rio de Janeiro para ficar na linha de frente da intervenção federal no estado, sob o comando do general Walter Souza Braga Netto, informa O Globo.

“Na caserna, entre os militares, seus integrantes são chamados de ‘fantasmas’ por atuarem nas sombras, em operações sempre cercadas de sigilo. O Batalhão de Forças Especiais do Exército conta com aproximadamente 2 mil homens. Não raro, eles são comparados aos Navy Seals da Marinha americana, que mataram Osama bin Laden no Paquistão em 2011. Esses militares, preparados para ações antiterror, têm nas mãos uma missão muito difícil: expulsar o tráfico e as milícias de algumas favelas cariocas.”

Coronel da reserva e ex-integrante das Forças Especiais, Fernando Montenegro explicou ao jornal que os integrantes passam por um rígido processo de seleção no Forte Imbuí, em Niterói, antes de seguirem para um mínimo de cinco anos de preparação em Goiânia.

“É incomparável a qualidade deles. Eles alcançam uma qualificação extrema não só em nível tático, recebem treinamento de ponta para ações de alto risco em áreas urbanas. Trabalham com inteligência e entendem como funcionam as forças de sustentação de uma guerrilha. É um treinamento que capacita o militar a suportar situações extremas. Cada integrante das Forças Especiais tem um nível de conhecimento que o permite planejar sabotagens em grandes instalações e até produzir explosivos de forma improvisada.”

No brasão dos FEs, como são chamados, aparece uma mão empunhando uma faca, com uma luva – referência às ações sempre discretas, que não deixam rastros. A lâmina está manchada de vermelho e o fundo preto indica que a tropa, preferencialmente, age à noite.

A foto é de soldados paraquedistas – detalhe no coturno marron usado pelos PQDs.

A informação é do site Antagonista com base e matéria publicada pelo jornal O Globo deste domingo, 25

‘Gostaria muito de um habeas corpus’, apela presa a Gilmar Mendes

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes tem sido o destinatário de cartas de uma detenta que pede a ele que lhe conceda um habeas corpus. Condenada por tráfico de drogas e sem recursos para pagar um advogado, Rosa Maria da Conceição apela a Gilmar em uma das cartas: “Não sou uma presa importante da Lava Jato, mas gostaria muito que o senhor me concedesse um HC”.

Rosa Maria afirma que assiste a “todas as entrevistas” do ministro – que já mandou soltar 16 alvos de desdobramentos da Operação Lava Jato no Rio – pela televisão. “O senhor é um homem muito justo (…) Sei que sou uma presa sem nenhuma importância, mas peço ao senhor uma oportunidade de sair e cuidar dos meus filhos”, diz a detenta na correspondência.

De acordo com Rosa Maria, sua filha passa por “problemas psicológicos”. “O pai dos meus filhos é falecido e a situação fica mais difícil para eles e para mim (…) Fico no aguardo de uma resposta positiva.”

A carta, redigida de próprio punho em uma folha de caderno, chegou ao Supremo no dia 10 deste mês. A mensagem, que partiu da Cela 4, Bloco III, Ala C do presídio feminino de Brasília, foi enviada em 6 de janeiro. Uma correspondência anterior de Rosa Maria, com o mesmo pedido ao ministro, é datada de agosto do ano passado.

Apesar da insistência de Rosa Maria para que suas demandas por liberdade cheguem ao gabinete de Gilmar, os pedidos ficaram sob relatoria da presidente da Corte, Cármen Lúcia. A ministra, no entanto, negou seguimento aos recursos e mandou a Defensoria Pública auxiliá-la em sua defesa.

Apesar de um habeas corpus poder ser redigido por qualquer pessoa, ele deve cumprir requisitos, alguns não preenchidos por Rosa Maria, segundo o STF.

Pena

Rosa Maria foi presa em julho de 2012 e cumpre pena de 12 anos e 10 meses em regime fechado. Segundo a detenta relata na carta a Gilmar, sua progressão de pena deve ocorrer em maio deste ano.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do Distrito Federal, Rosa Maria divide a cela com outras 11 internas e “não faz parte das atribuições da Gerência de Análise Jurídica, responsável por acompanhar a execução da pena de cada interno de Execuções Penais sobre o cumprimento dessa pena, ajudar a pessoa que cumpre pena a escrever habeas corpus”.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo e do site da revista Isto É

Link de referência
https://istoe.com.br/gostaria-muito-de-um-hc-apela-presa-a-gilmar/

Antes dos portugueses, SP teve floresta tropical, Cerrado e mini-Pantanal

Antes da chegada dos portugueses, quem caminhasse alguns quilômetros pelo território da atual cidade de São Paulo poderia cruzar florestas tropicais com bromélias, orquídeas e árvores de até 45 metros de altura, campos cerrados com espécies de troncos grossos e galhos retorcidos, araucárias e arbustos típicos da região Sul e várzeas de rios que lembravam o Pantanal.

A extraordinária variedade da flora nativa – em parte moldada pelos indígenas que habitavam a área e hoje confinada a poucas ilhas na zona urbana – atraía para a região um conjunto igualmente diverso de animais, entre os quais onças-pintadas, tucanos-de-bico-verde, micos-leões-pretos e veados-catingueiros.

A partir de relatos históricos, de estudos do botânico Ricardo Cardim e de informações etimológicas, a BBC Brasil produziu um mapa inédito das formações vegetais de São Paulo antes da colonização. A ilustração, a cargo do artista Leandro Lopes de Souza, busca recriar a paisagem contemplada da colina onde, em 25 de janeiro de 1554, padres jesuítas celebraram a missa que passou para a história como o ato de fundação da cidade.

Segundo Cardim, daquele morro, na confluência dos rios Tamanduateí e Anhangabaú, tinha-se “uma das melhores vistas do Brasil”.

“São Paulo era um local extraordinário porque justamente havia essa contraposição de campos, florestas, rios produtivos e muita caça – não por acaso os índios escolheram viver aqui”, afirma o pesquisador, que está finalizando um livro sobre a vegetação original da cidade.

Leia na íntegra em
http://www.bbc.com/portuguese/geral-43148025
João Fellet – @joaofellet
Da BBC Brasil em Brasília

Moradores da zona sul do Rio vão às ruas em protesto contra a violência

Moradores de bairros da zona sul do Rio fizeram hoje (25) um protesto pedindo mais políticas públicas de segurança para a região. A manifestação reuniu centenas de pessoas vestidas de branco e caminhou do Largo do Machado até o Palácio Laranjeiras, sede do governo estadual.

À frente, jovens em motocicletas exibiam cartazes com fotos de suspeitos de terem cometidos crimes, divulgadas pelo Disque Denúncia ou obtidas na internet.

Houve reclamações sobre a falta de patrulhamento e cobranças pelo uso da inteligência policial nos bairros de Laranjeiras, Catete, Flamengo e Botafogo. “Há uma sensação de insegurança amparada nos relatos que recebemos. São bandidos de fuzil assaltando pedestres em plena luz do dia, na porta de casa”, disse uma das organizadoras do protesto, a fisioterapeuta Bebel Costa. Ela montou páginas na internet que recebem relatos e até vídeos de crimes nos bairros.

Segundo Bebel, os dados oficiais não indicam aumento da violência, porque muitos casos não são registrados na delegacia. Incentivar a notificação de ocorrências é um dos objetivos da fisioterapeuta. “Levamos esses dados para reuniões do Conselho de Segurança Comunitária uma vez por mês, para ajudar a planejar o policiamento. É como eu digo: se o crime é organizado, a sociedade também precisa ser”, afirmou.

Os manifestantes criticaram a gestão do governador Luiz Fernando Pezão e do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, cobrando melhorias na cidade, como na iluminação pública, além da destinação de impostos para ações de segurança, como a inteligência policial, a valorização dos agentes e reparos nas viaturas paradas.

Leia na íntegra em
https://istoe.com.br/moradores-da-zona-sul-do-rio-vao-as-ruas-em-protesto-contra-a-violencia/

Eleitores que não foram às urnas em 2016 devem R$ 98 milhões à Justiça Eleitoral

Valor se refere à multa de R$ 3,51 que não foi quitada por quem não votou nem justificou a ausência na eleição; no total, 29.082.125 eleitores foram multados nos 1º e 2º turnos de 2016. Montante arrecadado vai para o Fundo Partidário. – Por Gabriela Caesar, G1

Os eleitores que não votaram nem justificaram a ausência na última eleição devem R$ 98.404.457,58 à Justiça Eleitoral. Dos eleitores multados no pleito passado (29 milhões), apenas 3,6% – cerca de 1 milhão – pagaram a multa de R$ 3,51. Os números são os mais recentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e foram levantados a pedido do G1.

Especialista em direito eleitoral, o advogado Francisco Emerenciano diz que o número de eleitores multados deve ser ainda maior nas eleições de 2018. Ele culpa a descrença na política para o aumento no percentual de abstenção eleitoral.

“Se o interesse é na manutenção do sufrágio universal, da legalidade, em prol da democracia, o ideal é que se ampliem as penalidades [para quem não vota]. O eleitor sabe que não vai gerar nenhum problema, que se resolve com o pagamento de uma multa irrisória”, afirma.

O voto é obrigatório no Brasil. Apenas eleitores que têm menos de 18 anos ou mais de 70 anos não precisam votar. O voto também é facultativo para analfabetos.

Na opinião de Emerenciano, o voto deve continuar a ser obrigatório. “Senão teríamos eleições em que participa apenas uma parcela mais politizada, eleições decididas apenas pelas classes A e B.”

No 1º turno de 2016, 22.811.470 eleitores foram multados por não votarem nem justificarem a ausência. Ou seja, 15,57% dos eleitores aptos naquela eleição deixaram de votar ou justificar.

É o percentual mais alto dos últimos 10 anos, quando analisados os eleitores multados sempre no 1º turno da eleição.

Leia na íntegra em
https://g1.globo.com/politica/eleicoes/2018/noticia/eleitores-que-nao-foram-as-urnas-em-2016-devem-r-98-milhoes-a-justica-eleitoral.ghtml

Quando a perda do emprego – ou um propósito novo – faz o profissional se reinventar

Seja por aumentar o desemprego ou por criar ambientes profissionais insatisfatórios, a crise econômica acabou forçando muita gente a se reinventar na carreira.

Ainda que essa reinvenção muitas vezes ocorra com a abertura de um negócio próprio, muitos brasileiros encontram, em empregos convencionais, formas de mudar completamente o rumo profissional.

Como fazer uma grande virada na carreira? Que cuidados é preciso tomar?

A BBC Brasil conversou tanto com especialistas como com gente que, ao descobrir um novo propósito na vida profissional, resolveu arriscar mudanças radicais.

Formado em Artes Plásticas, Marcello Passeri, 51 anos, tem décadas de experiência em agências de publicidade. Chegou a ter sua própria empresa, com uma boa carteira de clientes e um retorno financeiro satisfatório.

Mas o avanço da internet mexeu com esse mercado, transformando trabalhos manuais em digitais e mudando a configuração de vários departamentos dentro das agências.

“A estratégia, o planejamento – tudo mudou. Até agências grandes quebraram ou foram absorvidas”, conta. Enfrentando problemas de sociedade e sem capital para bancar a total reinvenção que seria necessária, Marcello quebrou.

Certo de que precisava inventar algo totalmente novo na sua vida profissional, ele decidiu arriscar. Por intermédio do irmão arquiteto, acabou sendo contratado como líder de vendas de uma empresa de revestimentos acústicos.

Hoje, acumula a tarefa com a instalação dos produtos da empresa – um trabalho difícil, delicado e especializado que ele domina graças à expertise com trabalhos manuais adquirida ainda na época da carreira publicitária.

Leia a matéria completa em http://www.bbc.com/portuguese/brasil-43148023

Ana Luiza Daltro – De São Paulo para a BBC Brasil

Petros e Previ querem “catapultar” Abílio Diniz do conselho da BRF

A BRF confirmou há pouco, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que recebeu uma carta dos fundos de pensão Petros e Previ solicitando uma assembleia-geral extraordinária para apreciar a destituição de todo o conselho de administração da companhia.

As fundações, que têm juntas 22% do capital da BRF, querem tirar Abílio do conselho da empresa.

Para o Infomoney, Abílio Diniz declarou: ” fomos surpreendidos pelos números” e “precisamos resgatar a credibilidade do mercado”. Nos últimos 3 meses a BRF teve um prejuízo líquido de R$ 784 milhões, chegando a R$ bilhão no ano.

A informação é do jornal Valor Econômico. Pode ser acessada em http://www.valor.com.br/agro/5345357/brf-confirma-recebimento-de-carta-de-petros-e-previ-sobre-conselho

Empresas transportam cargas por aviões para escaparem de roubos

Remédios e celulares estão abandonando estradas e viajando só de avião no Brasil. A escolha tem sido feita até para trajetos curtos, como São Paulo-Rio, em que por terra a carga chega no mesmo dia, relatam o diretor-geral da Latam Cargo Brasil, Diogo Elias, e o diretor de Cargas da Gol, Eduardo Calderon.

No aeroporto de Viracopos, segundo principal terminal de cargas do país, o valor dos itens transportados subiu 17% entre 2016 e 2017, e o volume, 11% – ou seja, cada metro cúbico foi ocupado por carga mais valiosa.

A concessionária BH Airport registrou em 2017 alta de aproximadamente 19% no volume de cargas domésticas.

O movimento é confirmado não só por empresas aéreas e aeroportos mas também pelas transportadoras, que, antes, enviavam parte desses produtos por terra. O motivo é o roubo nas estradas, cujo número de ocorrências quase dobrou no país de 2011 a 2016, segundo a Federação das Indústrias do Rio (Firjan), para 22.547 em 2016.
Mais assaltos significam risco maior do frete terrestre, e, quanto mais valiosa for a carga, maiores serão as exigências das seguradoras para cobrir esse risco.

Leia a matéria na íntegra em o link http://www.valor.com.br/brasil/5345253/empresas-transportam-cargas-por-avioes-para-escaparem-de-roubos

Concessionárias de rodovias aumentam pedágio, mesmo sem cumprir contratos

As concessionárias de rodovias federais aumentaram as tarifas de pedágio em até 70% acima da inflação mesmo com obras atrasadas e sem cumprir obrigações do contrato, como a duplicação das estradas. A acusação é do Tribunal de Contas da União (TCU), que fez um levantamento detalhado das obras realizadas pelas concessionárias e confrontou essas informações com os reajustes autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A agência regula as concessões nesse setor, que somam mais de 9,9 mil quilômetros, o equivalente a 15% da atual malha federal pavimentada. O TCU não afirma que haja irregularidade nos aumentos, mas acusa a ANTT de adotar uma posição conivente com os reajustes dos pedágios, favorecendo uma postura “oportunista” das concessionárias. A agência e as empresas contestam.

A conclusão da área técnica da Corte é que, apesar da “inexecução sistemática de investimentos, as tarifas não sofreram reduções significativas, tendo havido em muitos casos crescimento acima da inflação”.

Segundo o TCU, todas as concessões realizadas na década de 90 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso tiveram crescimento de tarifa acima da inflação acumulada do período em que cada concessão começou até o fim do ano passado.

Há casos em que o aumento do pedágio supera a inflação em mais de 70%. Ao mesmo tempo, essas concessionárias deixaram de executar entre 70% e 100% das obras previstas entre 2009 e 2014.

Sobre as concessões realizadas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os níveis de não execução de obras chegam a mais de 76%. Sete concessionárias aumentaram o pedágio acima do índice de preços; a exceção foi a empresa que administra a BR-116/324 na Bahia, que subiu a tarifa, mas abaixo da inflação.

Quanto às concessões feitas pela ex-presidente Dilma Rousseff entre 2013 e 2014, o levantamento mostra que, apesar da paralisação das duplicações após o início da cobrança dos pedágios, em quatro das sete rodovias concedidas à iniciativa privada houve aumento das tarifas acima da inflação.

“Os contratos permitem esses aumentos abusivos e a situação fica ainda mais difícil porque a ANTT não tem condições de fiscalizar tudo”, diz Carlos Campos, coordenador de infraestrutura do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O levantamento faz parte do relatório do TCU que analisa o edital para concessão da Rodovia de Integração do Sul, prevista para ser a primeira concessão de rodovia do governo Temer. Ela teve seu relatório rejeitado pelos técnicos do TCU, que recomendou uma revisão geral das regras. O relatório precisa passar pelo plenário do tribunal.

Estadão Conteúdo
Link de referência
https://istoe.com.br/concessionarias-de-rodovias-aumentam-pedagio-mesmo-sem-cumprir-contratos/

Anatel reduz valor de chamadas de fixo para celular a partir deste domingo

SP - OPERADORAS/SUSPENSÃO/ ANATEL/ARQUIVO - ECONOMIA - Foto de arquivo de 21 de julho de 2012 da fachada do prédio da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em São Paulo. A partir de hoje, as operadoras TIM, em 19 Estados, Oi, em cinco, e Claro, em três, incluindo São Paulo, estão impedidas pela Agência Nacional de Telecomunicações de vender novas linhas celulares. A decisão foi motivada, de acordo com a agência, pelo alto índice de reclamações contra os serviços das empresas, e as vendas só devem ser retomadas após a aprovação de um plano de melhoria na qualidade do serviço. 21/07/2012 - Foto: ITACI BATISTA/PAGOS

As chamadas de telefone fixo para móvel vão ficar mais baratas a partir deste domingo, 25. A redução será de 10,58% a 12,75% nas ligações locais fixo-móvel por minuto – o preço médio vai passar de R$ 0,18 para R$ 0,12, sem impostos. Já no caso das ligações de longa distância, a chamada vai ficar de 3,98% a 7,41% mais barata.
O preço da tarifa com DDDs começando com o primeiro dígito igual, por exemplo, DDD 61 (Distrito Federal) para 62 (Goiânia), o preço médio cairá de R$ 0,55 para R$ 0,39, e para os demais interurbanos passa de R$ 0,62 para R$ 0,45.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a queda nas tarifas vai beneficiar mais de 23 milhões de assinantes. A determinação vale para chamadas de usuários dos planos básicos de serviço das concessionárias de telefonia fixa – Claro, Algar, Oi, Sercomtel e Vivo.

O motivo da queda no valor é a redução das tarifas de interconexão, ou seja, cobradas entre as empresas pelo uso de suas redes telecomunicações. Mais detalhes sobre as novas tarifas podem ser consultados na página da Anatel.

Conteúdo Estadão
Link de referência http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,anatel-reduz-valor-de-chamadas-de-fixos-para-celular-a-partir-deste-domingo,70002203572

Samsung lança Galaxy S9 e Galaxy S9+ com câmera inteligente

Sul-coreana revelou detalhes sobre os dois aparelhos na tarde deste domingo na Espanha. O G1 mostra a evolução do Galaxy S desde 2010. – Por Helton Simões, G1, de Barcelona (Espanha)

Samsung apresentou neste domingo (25) suas duas novas apostas para dominar o mundo dos smartphones, o Galaxy S9 e o Galaxy S9+, que possuem tecnologia de realidade aumentada para acrescentar detalhes a imagens que estão sendo captadas pela câmera.

Oas aparelhos também contam com reconhecimento facial para desbloqueios, recursos para usar dois apps ao mesmo tempo e um sistema para separar dados corporativos de dados pessoais.

As novidades foram apresentadas pela Samsung durante o Mobile World Congress (MWC), em Barcelona, na Espanha.

Realidade aumentada
Essa nova tecnologia permitirá que os celulares façam traduções simultâneas de uma língua para outra. Bastará apontar a câmera para algo escrito em um idioma estrangeiro, e o S9 verterá para a língua de escolha do usuário. Esse recurso é similar ao que o Google Tradutor faz para alguns idiomas.

Link de referência https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/samsung-lanca-galaxy-s9-e-galaxy-s9-com-camera-inteligente.ghtml

Quais são as ‘guerras secretas’ do poderoso Exército de Israel

Israel não perdia um avião em combate desde 1982, por isso o incidente disparou todos os alarmes possíveis. A derrubada, no sábado passado, de um caça F-16 do país pela artilharia antiaérea de forças sírias leais ao presidente Bashar Al-Assad foi interpretada como um passo preocupante na escalada bélica entre Israel e Irã, grande rival do país e aliado do governo da Síria.

Segundo a versão de autoridades israelenses, o avião foi interceptado quando voltava de uma ação em resposta à incursão no espaço áereo de Israel por um drone iraniano operado a partir da Síria. Teerã negou as acusações e diz que Israel violou a soberania síria com constantes operações aéreas.

O episódio revelou o esforço da poderosa máquina militar israelense para combater a crescente presença iraniana na Síria, algo que o país normalmente prefere manter em segredo.

De acordo com diversas fontes, a Síria não é a única frente de combate atual para Israel, que fica rodeado por países e grupos armados muçulmanos, no que avalia ser uma constante batalha por sua segurança.

Hoje, são três as áreas prioritárias para os estrategistas das Forças de Defesa, como Israel denomina suas Forças Armadas.

Síria: um território, vários inimigos

A derrubada do F-16 levou às manchetes uma suspeita antiga: a de que Israel não observa de braços cruzados o que ocorre no cada vez mais perigoso vespeiro sírio. “Aviões israelenses têm operado constantemente sobre a Síria nos últimos anos”, destaca Jonathan Marcus, especialista em assuntos de segurança e defesa da BBC.

“Israel está alarmado com a forma como as coisas estão acontecendo na guerra civil síria.”

A ajuda russa e iraniana, junto com o desinteresse dos Estados Unidos, que tem evitado se envolver a fundo no conflito e se concentrado na luta contra o grupo extremista autodenominado Estado Islâmico (EI), têm permitido que Assad se mantenha no poder.

Mas isso não é o que mais inquieta o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, e seus assessores. David Makovsky, analista do centro de estudos Washington Institute for Near East Policy, nos Estados Unidos, diz que “Teerã tem se aproveitado da guerra para criar uma estrutura militar permanente na Síria”.

Leia na íntegra em
http://www.bbc.com/portuguese/internacional-43130927
Guillermo D. Olmo – @BBCgolmo Da BBC Mundo

Como a Argentina desbaratou plano para levar 400 kg de cocaína em malas diplomáticas para a Rússia

O Ministério de Segurança da Argentina divulgou nesta semana os detalhes da investigação que desbaratou um plano “extravagante” para usar o serviço de entregas diplomáticas da embaixada russa para enviar cocaína para a Europa.

O enredo, que parece saído de um filme policial, envolveu malas cheias de farinha, câmeras escondidas e prisões em aeroporto de Moscou.

Em dezembro de 2016, a polícia de Buenos Aires foi informada pelo embaixador russo no país de que 12 malas de um ex-funcionário diplomático guardadas na embaixada pareciam conter drogas.

Depois de constatar que elas continham cerca de 400 kg de cocaína, as autoridades portenhas abriram uma investigação sigilosa e decidiram montar uma armadilha para capturar os receptores da droga.

Segundo o jornal argentino La Nación, policiais foram ao Mercado Municipal de Buenos Aires no meio da madrugada para comprar 400 kg de farinha e substituir a cocaína dentro das malas.

A polícia também colocou localizadores e câmeras escondidas na bagagem.

“É uma das operações mais complexas, extravagantes e profissionais de narcotráfico que já tivemos”, disse à imprensa a ministra de Segurança argentina Patricia Bullrich.

Segundo Bullrich, a cocaína encontrada na embaixada russa vale cerca de US$ 62 milhões (R$ 200 milhões) e tinha alto grau de pureza.

Ela disse que os pacotes seriam enviados para a Rússia, mas provavelmente também para a Alemanha.

A operação resultou em duas prisões na Argentina e três na Rússia.

Leia na integra em http://www.bbc.com/portuguese/internacional-43177730

O livro “A acusação” reúne contos que desvelam a Coreia do Norte

Com um improvável tom satírico e o enigma em torno da identidade de seu autor, o livro A acusação reúne contos que desnudam a Coreia do Norte, a ditadura mais blindada do planeta. Por SÉRGIO GARCIA em Época

A cortina fechada em um prédio na praça onde se darão os festejos do Dia Nacional, em Pyongyang, capital da Coreia do Norte, é um símbolo da sátira que caçoa da opressão do regime ditatorial comunista. A criança pequena que mora no apartamento se apavora sempre que depara com o retrato de Karl Marx na parede de um prédio próximo. Por precaução, a mãe tomou a inciativa de cerrar as cortinas, para evitar que o filho visse a paisagem lá fora. “Ele era filho de um supervisor do departamento de propaganda, e ter um faniquito ao ver um retrato de Marx tinha sérias consequências”, diz um trecho de “Cidade de espectros”, um dos sete contos de A acusação – Histórias proibidas vindas da Coreia do Norte (Biblioteca Azul, 230 páginas, R$ 39,90), com lançamento no Brasil previsto para março. As “sérias consequências” se confirmam, com um desfecho funesto para a família do pequenino.

O grande chamariz de A acusação é deslindar um mundo desconhecido por todos. Seu autor assina com o pseudônimo Bandi, por uma questão de sobrevivência. Uma das poucas informações que sabemos é que ele ainda reside na Coreia do Norte sob a tirania do homem-foguete Kim Jong-un, onde um desvio mínimo de comportamento pode enquadrar o cidadão na classe 149, a dos traidores, e se transformar numa sentença de morte. O que dirá, então, de um texto altamente “subversivo”, que passou por uma arriscada operação para ser retirado clandestinamente do país, graças à intervenção de um ativista dos diretos humanos residente na vizinha China? No total, os manuscritos consistiam em 750 páginas, mais tarde editadas para se tornar a única obra de que se tem notícia escrita dentro daquele país e que vazou as fronteiras.

Leia a matéria na íntegra em
https://epoca.globo.com/mundo/noticia/2018/02/o-livro-acusacao-reune-contos-que-desvelam-coreia-do-norte.html

Inscreva-se no Canal

1,874SeguidoresSeguir
1,421SeguidoresSeguir
54,186InscritosInscrever

Politica