Amante de Lula pagou até conta de “motel” com cartão corporativo do Brasil

Não bastasse o Brasil saber que Lula mandou Léo Pinhiro da OAS pagar uma mesada de 50 mil para ROSE, “sua amiguinha íntima”, mais coisas estão a “pulular” em relação aos gastos avançados pela “segunda madame”, usando um cartão corporativo, sem limites, da presidência da república do Brasil.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Seria oportuno e imperativo  que o Presidente Michel Temer  retirasse  a chancela de “secreto”  no cartão corporativo usado por Rosemary Noronha.  Com esse gesto, revelaria segredos até agora não contados  e não revelados aos brasileiros, os verdadeiros patrões de Lula e de Rose.

Trata-se de um escândalo sem precedentes: Lula pediu e Dilma cumpriu. Esconderam “barbaridades” ao decretar sigilo nos gastos da namoradinha do “mais honesto do Brasil.




O Superior Tribunal de Justiça negou acesso aos extratos do cartão corporativo usado por Rosemary, a Rose. Uma Corte do porte do STJ não pode se curvar a interesses menores, “sacanagens explícitas” contra os interesses do povo brasileiro.

Como fim de governo é tempos de “café frio”, e tudo é contado, nos mínimos detalhes circula a informação de que nesses “estratos secretos” tem até conta paga em motéis de luxo em São paulo.