Urgente: crise no governo Temer! Vitor Vieira e Antagonista “abrem o jogo”

Fábio Medina Osório é originário do Ministério Público do Rio Grande do Sul, ele é respeitado por juízes, ministros de cortes superiores e Ministério Público Federal; a sua demissão lança uma tenebrosa nuvem negra de suspeita sobre o governo Temer e as suas intenções a propósito de acordos com as empreiteiras propineiras do Petrolão do PT. Essa demissão é o que se pode chamar de um desastre político monumental, vai lançar todos os olhares da Lava Jato para dentro do governo Temer.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O Estadão repetiu exatamente o que foi publicado nos últimos dias em O Antagonista:

“Medidas que contrariaram interesses de políticos investigados na Operação Lava Jato foram a gota d’água para a demissão do advogado-geral da União, Fábio Medina Osório. Conforme fontes do governo, ouvidas pelo Estado, o Palácio do Planalto não teria concordado com o fato de o ministro ter solicitado acesso a inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) que apuram desvios na Petrobrás e outros órgãos públicos, com o objetivo de ajuizar ações de improbidade administrativa contra os envolvidos”.

E mais:

“No último dia 24, o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo, autorizou o acesso a 12 inquéritos, que citam vários políticos da base aliada do presidente Michel Temer… Embora estivesse disponível, o material não chegou a ser recolhido pelos representantes da AGU no Supremo no tempo desejado pelo ministro. Segundo uma fonte do órgão, teria partido da Casa Civil orientação para que os inquéritos não fossem copiados. Ao ministro, um dos representantes desse setor alegou que faltava um HD externo para salvar as informações”.

%d blogueiros gostam disto: