serra macri

Serra venceu: Venezuela fora do Mercosul! Ou respeita direitos humanos ou será expulsa do bloco

Serra venceu! Os ministros das Relações Exteriores de Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai realizaram seu primeiro encontro sem a Venezuela, depois de negar a Caracas a presidência do Mercosul – informaram fontes diplomáticas, nesta segunda-feira (19), no âmbito da Assembleia Geral da ONU em Nova York.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Os ministros José Serra (Brasil), Susana Malcorra (Argentina), Rodolfo Nin Novoa (Uruguai) e Eladio Loizaga (Paraguai) firmaram um acordo, cujas negociações remontam ao mês passado. O texto determina que o Uruguai se ocupará das negociações do Mercosul com a União Europeia, segundo um documento obtido pela AFP datado de domingo (18).

A ausência da Venezuela nesse documento não chama a atenção, já que o país nunca participou das negociações entre ambos os blocos, disse uma fonte do Itamaraty, que pediu para não ser identificada. A mesma fonte disse ainda que Caracas não foi convidada para participar da reunião de chanceleres do Mercosul, realizada ontem em Nova York.

O ministro José Serra disse a jornalistas que foram discutidos temas comerciais e que não se falou da transição política do Brasil, após o sofrido pela agora ex-presidente Dilma Rousseff, nem da situação da Venezuela.

É a primeira vez que os membros do Mercosul se reúnem depois que, na quarta-feira passada (14), os quatro países fundadores do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) anunciaram no Rio de Janeiro que assumirão de maneira colegiada a presidência rotativa do bloco, a qual correspondia à Venezuela neste semestre.

Os quatro países pressionaram a Venezuela a cumprir suas obrigações – em matéria aduaneira e de direitos humanos – até 1º de dezembro, sob pena de ser expulsa do bloco.

Hoje, o presidente Michel Temer se reuniu na sede da ONU com o presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, convidado para uma visita oficial ao Brasil no ano que vem. A jornalistas, Temer disse que foi um encontro produtivo para os dois países e que os problemas do Mercosul estão sendo administrados e resolvidos.

Conteúdo ISTO É