continencia totl

São militares 1/3 dos atletas olímpicos brasileiros

Se um brasileiro ganhar medalha de ouro na olimpíada do Rio, o País vai assistir continência à bandeira brasileira e ao hino nacional. Será emocionante! O COB liberou os atletas/militares brasileiros a formalizarem o “gesto patriótico” no pódium.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Com a definição dos 465 brasileiros que vão disputar os Jogos Olímpicos do Rio, o Ministério da Defesa comemora o fato de 145 desses esportistas serem militares, integrantes do Programa de Alto Rendimento da pasta. Desta forma, quase um em cada três componentes do Time Brasil é integrante das Forças Armadas.

“O fato de termos colocado 145 militares no Time Brasil, o que representa 30% dos nossos atletas, nos enche de orgulho; principalmente porque superamos, com larga margem, a meta inicial”, festejou o diretor de Desporto Militar do Ministério da Defesa, almirante Paulo Zuccaro.




Com 670 atletas de alto rendimento – sendo 76 militares de carreira e outros 594 temporários -, as Forças Armadas comemoraram terem superado em 45% a meta estipulada de levar 100 desses atletas à Olimpíada. Os militares estarão presentes em 27 modalidades e têm a meta de conquistarem 10 medalhas individuais.

Ainda que o processo seletivo para o programa seja aberto, o edital costuma ser direcionado de forma a incluir atletas específicos, dando pontuação extra a conquistas que só determinados esportistas alcançaram. Foi assim que toda a seleção de judô, formada por 14 atletas, entrou no Exército (homens) e na Marinha (mulheres).

O mesmo vale para a natação, que terá 18 atletas militares em uma delegação de 33 nadadores. Em Londres, em 2012, apenas 51 dos esportistas do Time Brasil era, militares.
Conteúdo cristalvox e Isto É