Trabuco

Presidente do Bradesco denunciado por “negociar” anulação de dívida com a Receita federal

É inaceitável que uma empresa que tem lucros registrados no primeiro trimestre de 2016 de R$ 4,121 bilhões  e no segundo trimestre de 2016 R$ 4,13 bilhões, esteja sendo denunciada por comprar decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), para anular débitos fiscais!A “anulação” negociada era de  de 3 bilhões de reais.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A Justiça Federal aceitou nesta quinta-feira denúncia contra o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e outras nove pessoas em mais um desdobramento da Operação Zelotes, que investiga a compra de decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

As apurações mostraram que o grupo suspeito de corromper integrantes do Carf conversou com executivos do banco sobre um “contrato” para anular um débito de 3 bilhões de reais com a Receita Federal. Em relatório, a PF já havia apontado que Trabuco e outros dois executivos da instituição se encontraram com emissários da organização criminosa para discutir a atuação no órgão. Os indiciamentos são pelos crimes de tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A procuradoria do Distrito Federal informou que vai detalhar a denúncia em coletiva marcada para as 15 horas.

Em nota, o banco voltou a negar as irregularidades. “O Bradesco reitera sua convicção de que nenhuma ilegalidade foi praticada por seus representantes e, em respeito ao rito processual, apresentará oportunamente seus argumentos ao poder Judiciário”, disse a instituição.

Conteúdo Veja.com