Início Estado Presidente da TVE e FM Cultura “reage” e conta verdades sobre a...

Presidente da TVE e FM Cultura “reage” e conta verdades sobre a Afundação

2502
COMPARTILHAR
TVE

Orestes Andrade Jr. usou sua conta do Facebook para relatar aos gaúchos o que está ocorrendo na TVE e FM Cultura,  em um momento delicado de transição e de alteração de parâmetros de gerenciamento…
Vale a pena ler…

“Cavalo de Troia! Eis o nome escolhido por meia dúzia de artistas (reconhecidamente seguidores de partidos de “esquerda” que usurparam o país nos últimos anos) para uma manifestação INVASIVA ontem na FM Cultura. A escolha do nome Cavalo de Troia, alcunha dada a um vírus de computador surgido no final dos anos 90, é reveladora e emblemática.

Mostra o quanto eles estão atualizados… Só que não! Pararam justamente no século passado quando o vírus Cavalo de Troia, com aparência inofensiva, invadia programas de computadores para enganar seus usuários.

Na mitologia grega, o Cavalo de Troia era feito de madeira e totalmente OCO por dentro. Outra alegoria perfeita!

Ainda no ramo da tecnologia, o vírus Cavalo de Troia criava uma porta dos fundos, espionava e transformava o seu computador em um zumbi. Técnicos de TI dizem que, muitas vezes, os hackers não estavam interessados em você ao usar o Cavalo de Troia. Eles só queriam tornar o seu computador um escravo em uma rede sob seu controle.

Simbólico, não?

É o mesmo que esse pequeníssimo grupo de artistas partidários quer. Confundem patrimônio público com o seu patrimônio. Não passarão! O patrimônio público da TVE e FM Cultura é de TODOS os gaúchos. Não de uma ínfima minoria ideológica.

O projeto de futuro da TVE e da FM Cultura está pronto. Em breve será amplamente divulgado à sociedade gaúcha. É mais sustentável e garante, de fato, espaço público para a cultura do RS.

Não é discurso, é prática. A FM Cultura tem hoje a sua programação com 70% de músicos gaúchos. Isso nunca ocorreu. Por que nunca fizeram isso? Falar é fácil, fazer nem tanto.

A TVE abre espaços para todas as matizes ideológicas. Mais de 300 personalidades gaúchas de TODOS os partidos passaram só este ano pelo Debate TVE. Isso nunca aconteceu nos governos do PT, por exemplo, que só ouviam um lado!

Como agora, quando o pequeno grupo Cavalo de Troia invade um estúdio de rádio pra falar sozinho e disseminar inverdades. Ou quando uma minoria de servidores partidarizados, claramente ligados ao PT do Lula e do Zé Dirceu ($$$), insiste em deturpar os fatos, distorcer a verdade, sempre só ouvindo um lado, sem contraponto. Essa turma não gosta de debate e não aceitar verdades que não sejam as suas!

👉Repito, mais uma vez: a FM Cultura e a TVE irão seguir seu trabalho, mais públicas do que nunca, num modelo de gestão mais racional e sustentável. É isso que a IMENSA MAIORIA da sociedade gaúcha quer. É isso que foi aprovado pela MAIORIA dos deputados gaúchos. Não será o grito de poucos, com interesses particulares e ideológicos claros, que irá mudar a vontade da MAIORIA.

Ah, a TV Cultura e a BBC – referências mundiais em comunicação pública – não realizam concurso para selecionar seus profissionais. Tanto em São Paulo quanto em Londres, é sabido que concurso não garante qualidade nem comprometimento.

‼️Cria sim uma indústria de ações trabalhistas – são mais de 600 com passivo pra sociedade gaúcha superior a R$ 30 milhões (por baixo).

❗️Cria sim uma indústria de atestados médicos. Foram 729 dias de atestados médicos apresentados na Fundação Piratini em 2016 e mais de 1.000 dias em 2017. Isto é, 1.700 dias de atestados médicos em apenas dois anos!

⚠️A média salarial supera os R$ 6 mil na Fundação Piratini – o triplo do mercado de comunicação gaúcho.

>>> 47 servidores – 25% do total – ganham mais de R$ 10 mil! Com jornada de seis horas.

>>> 110 servidores ganham mais de R$ 7 mil!

Isso não existe no mercado de comunicação do RS. Quem paga a conta é a sociedade gaúcha.

O governo petista, em 2014, quando já havia mais de 120 profissionais na TVE e na FM Cultura, fez um concurso que colocou mais 100 pessoas pra dentro da fundação. Um verdadeiro absurdo! Não vou nem entrar no mérito do concurso, mal feito na sua essência.

Ontem, ao contrário dos servidores públicos do Estado, os funcionários celetistas da Fundação Piratini, com salários bem acima de professores e brigadianos, receberam seu 13º salário em dia. Com um acréscimo único: um 13º do vale-refeição (o chamado vale-peru). Brigadianos e professores não têm isso. Os salários na Fundação Piratini também entram todo segundo dia útil do mês, sempre em dia, sem atraso algum.

O RS precisa urgente de um novo modelo de gestão, que está sendo implementado, com coragem e sabedoria, pelo governo Sartori. Em favor da MAIORIA, apesar do grito de poucos, interessados no seu próprio bem-estar e, pior, em fazer política partidária e ideológica do tempo do vírus Cavalo de Troia!”

COMPARTILHAR