Pastor Everaldo do PSC é acusado de participar de esquema na Lava Jato

Fundador do PSC pede a Lava Jato que investigue pastor Everaldo . Em petição ao juiz Sérgio Moro, fundador do partido Vitor Nósseis diz que candidato à Presidência em 2014 e secretário-geral da agremiação, Antônio Oliboni, receberam ‘vultosas quantias de dinheiro’ de empresas investigadas na operação


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Enquanto partidos tentam articular uma brecha para anistiar o caixa 2, em meio aos avanços da Lava Jato com delações que devem atingir as principais siglas do País, um dos fundadores do Partido Social Cristão (PSC), Vitor Abdala Nósseis, denunciou o candidato de sua própria agremiação à Presidência em 2014, pastor Everaldo. Em petição ao juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba, Nósseis pediu que a força-tarefa da Lava Jato investigue o pastor e o secretário-geral do PSC, Antônio Oliboni.

Na denúncia, Nósseis pede ainda ao juiz da Lava Jato que bloqueie os bens de Everaldo e Oliboni. Segundo ele, o pastor e o secretário-geral do partido receberam ‘vultosas quantias de dinheiro’ de empresas investigadas na operação ‘com indício de prática de crime de lavagem de capitais e organização criminosa’.
Como ‘provas’ das suspeitas levantadas contra seus correligionários, Nósseis anexou à denúncia comprovantes de doações registradas na Justiça Eleitoral ao PSC e ao candidato à Presidência pela sigla em 2014.
Matéria completa em
http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/fundador-do-psc-pede-a-lava-jato-que-investigue-pastor-everaldo/

%d blogueiros gostam disto: