Palloci: Bate o pavor na cúpula petista! Ele será o próximo

Não havia “nenhuma alma honesta”  no Brasil que “apostasse”  na prisão de Guido Mantega antes de Antonio Palocci, considerado o maior arrecadador das campanhas de Lula e Dilma. Mais, segundo vários delatores da Lava jato, além de arrecadar, Palocci fazia medo a todos. Ameaçava a paralização de obras, retenção de recursos e até mesmo a eliminação sumária de que não colaborasse com o esquema petista de arrecadação ilegal de dinheiro para o partido. Todos os tesoureiros presos, Delúbio Soares, Paulo Fererira e Vaccari Neto agiam sempre a mando e com a orientação de Palocci…


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Sua prisão é uma questão de dias.

Sobre o envolvimento de Palocci no esquema de João Santana, o Globo já publicou:

“O ex-ministro Guido Mantega não foi o único integrante de alta cúpula do PT a intermediar pagamento de caixa dois para campanhas presidenciais do partido, segundo Monica Moura, mulher do marqueteiro João Santana. Em depoimento a procuradores federais de Brasília para tentar fechar um acordo de delação premiada, ela disse que o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci e o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto teriam desempenhado o mesmo papel nas últimas campanhas presidenciais. Os dois teriam indicado a ela executivos de empresas para contribuir em dinheiro. São recursos que não passaram por contas oficiais do PT, sem serem declarados à Justiça Eleitoral.

As empresas do casal Santana prestaram serviços na campanha à reeleição de Lula, em 2006, e nas disputas vencidas por Dilma Rousseff, em 2010 e 2014. Nas três eleições, eles receberam, em contas oficiais, cerca de R$ 110 milhões. Monica diz ter registrado numa agenda, não apreendida pela PF, detalhes de encontros em hotéis e restaurantes para obter recursos adicionais, entregues em malas de dinheiro por interlocutores de executivos indicados pelos três petistas.”

%d blogueiros gostam disto: