mantega

Odebrecht deu “só” 100 milhões ao PT, dizem executivos

Em depoimento, eles afirmam que propina foi intermediada por Guido Mantega. Quem relata é o jornalista de O Globo Thiago Herdi. A foto é Givaldo Barbosa


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Executivos da Odebrecht disseram em tentativa de delação premiada que a empresa pagou pelo menos R$ 100 milhões em propina para o PT em negociações intermediadas pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Os repasses teriam sido realizados por meio do Setor de Operações Estruturadas da holding, chamado pelo Ministério Público Federal (MPF) de “escritório de lavagem e pagamento de propina”. De acordo com o relato dos executivos, a maior parte dos pagamentos teria sido feita em troca de benefícios obtidos nos últimos anos graças a projetos como a desoneração da folha de pagamentos e a redução de imposto de renda sobre o lucro de empresas brasileiras no exterior.

Na negociação de delação, os funcionários detalharam os valores astronômicos que abasteceram o Setor de Operações Estruturadas, comandado pelo diretor Hilberto Silva no 16º andar da sede da Odebrecht em São Paulo, o mesmo onde funciona a presidência da empresa. O superior hierárquico de Silva era Marcelo Odebrecht, preso há um ano e uma das delações mais esperadas da Lava-Jato. As contas usadas para ocultar e viabilizar pagamentos no Brasil e no exterior eram abastecidas pelas diversas firmas do grupo. Apenas a Braskem teria bancado entre R$ 450 milhões e R$ 550 milhões para o setor no período em que o departamento funcionou, segundo levantamento prévio da empresa.

Quem relata é o jornalista de O Globo Thiago Herdi. A foto é Givaldo Barbosa

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/executivos-da-odebrecht-dizem-ter-dado-100-milhoes-ao-pt-19965041#ixzz4Hzq1DXzs