Odebrecht comprava Medidas Provisórias diretamente no “balcão de negócios” do Ministério da Fazenda Petista

Lauro Jardim informa no Globo ” De acordo com um dos anexos da delação que a Odebrecht negocia, a venda de Medidas Provisórias nos governos do PT começava pelo Ministério da Fazenda, tanto no período de Antonio Palocci , que tinha a alcunha de ‘Italiano’, quanto de Guida Mantega, o ‘Pós-italiano’.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Além da MP dos Portos, os executivos da empreiteira relatam ter sido produzida na Fazenda a MP da massa falida do Bamerindus, de interesse do BTG Pactual.

Segundo eles, os ministros da Fazenda exigiam contrapartidas e só depois congressistas negociavam propinas para eles próprios.

Esse anexo será detalhado na fase de depoimentos, se a negociação fechar, claro: os procuradores querem saber se Palocci e Mantega exigiam propina ou doação para campanhas petistas.

%d blogueiros gostam disto: