MINISTRO AMIGO DOS “PETROLEIROS” TAMBÉM JULGA PROCESSOS EM QUE A MULHER ATUA COMO ADVOGADA DA OI.

Conflito de interesses parece ser um esporte que o ministro do Benedito Gonçalves, do STJ, gosta de praticar.

benedito

Além de ter decidido uma ação em favor da OAS, depois de troca de mensagens com seu amigo Léo Pinheiro, o ex-presidente da empreiteira, conforme VEJA revelou, Benedito também vive outra doce coincidência – desta vez com sua mulher.

Santina Gonçalves é advogada da Oi no TJ do Distrito Federal. Benedito, por sua vez, é o relator de um recurso da Brasil Telecom, controlada pela Oi, contra uma imobiliária que pleiteia indenização por ter perdido dinheiro com a privatização das linhas telefônicas nos anos 90.

Coisa de milhões de reais: uma decisão do STJ afetaria toda a Justiça, cheia de casos como este. Ainda que a lei não obrigue, magistrados de todo o país costumam se declarar impedidos em situações como esta. Não foi o caso de Benedito.

Por Lauro Jardim

Nota do editor do Cristalvox.

No Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, por experiência própria, o editor se deparou com uma situação, no mínimo inusitada.  A advogada Maria Cristina Moesch, esposa do Vice Presidente do TJ/RS, Dersembargador Francisco Moesch, também defende os interesses da OI no primeiro e no segudo grau.