moro e Vilas Boas

Militares estão com Sérgio Moro! Ele está na página do Ministério da Defesa

Brasília, 25/08/2016 – O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, participou nesta quinta-feira (25), no Forte Caxias (Quartel-General do Exército), da solenidade em comemoração ao Dia do Soldado, data magna do Exército, que homenageia o nascimento do seu patrono, Marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Durante a solenidade, organizações militares e personalidades civis e militares foram agraciadas com as medalhas Exército Brasileiro e Pacificador, condecorações concedidas àqueles que se destacaram no exercício de suas funções ou por relevantes serviços prestados à Força Terrestre.

Fotos: Tereza Sobreira/MD

Estandartes de organizações militares do Exército foram agraciadas com a medalha do Pacificador

Estandartes de organizações militares do Exército foram agraciadas com a medalha do Pacificador

Entre os que receberam a medalha do Pacificador, está o juiz federal Sergio Fernando Moro. Sobre a escolha de Moro, o ministro Jungmann disse que a exemplo de todos os demais agraciados, o juiz Moro tem relevantes serviços prestados ao Brasil, à democracia, e, obviamente, em decorrência disso, as Forças Armadas, que fazem parte deste país.  “É justo reconhecimento pelo trabalho feito pelo juiz e a instituição Justiça Brasileira”, afirmou Jungmann.

O juiz federal Sérgio Moro também foi condecorado com a medalha do Pacificador

O juiz federal Sérgio Moro também foi condecorado com a medalha do Pacificador

A data comemorativa do Exército, este ano, acontece no intervalo entre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, que se iniciam no dia 7 de setembro. “Por uma feliz coincidência, o dia do soldado se colocou exatamente entre os dois, é o dia que se celebra a condição do soldado como cidadão fardado e as olimpíadas nos proporcionaram uma grande identificação e interação da população em geral com as Forças Armadas”, destacou o comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas.

Nas Paralímpiadas, as Forças Armadas prosseguirão com as estruturas de segurança e defesa organizadas pelo Ministério da Defesa e integradas com os órgãos de segurança pública  no Rio de Janeiro.

Na leitura da Ordem do Dia, o comandante do Exército lembrou que “inúmeros soldados no Brasil e no exterior cumprem abnegadamente as suas missões. Eles estão dispersos do norte ao sul, do leste ao oeste, no Haiti, em operações como as recentes que garantiram o brilho da Olimpíada, seja como atletas, seja como sentinelas, ou garantindo a segurança da população do Rio Grande do Norte. Nosso povo há muito os identifica como gente de confiança, séria e profissional”.

Ainda estiveram presentes à solenidade, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional general Sergio Etchegoyen; o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho; o secretário-geral do Ministério da Defesa, general Joaquim Silva e Luna; e também os comandantes da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, e da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato.

A solenidade

No momento da entrega da medalha Exército Brasileiro, destacou-se a participação dos Pelotões Especiais de Fronteira, localizados em Bomfim (RR) e na localidade Yauretê, no estado do Amazonas.

A tropa, representada pelos batalhões da Guarda Presidencial e de Polícia do Exército de Brasília, do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas, do 32º Grupo de Artilharia de Campanha e do 11º Grupo de Artilharia Antiaérea, desfilou em continência ao ministro Jungmann.

A Banda Marcial do Exército é formada por integrantes do Batalhão da Guarda Presidencial

A Banda Marcial do Exército é formada por integrantes do Batalhão da Guarda Presidencial

Produtos de defesa também foram expostos durante a solenidade como viaturas lançadoras múltiplas universais do sistema Astros, viaturas blindadas (Urutu, Cascavel), viaturas táticas leve Agrale Marruá, obuseiros leves 105 mm light gun auto rebocado, o radar SABER e o blindado Guarani.

Pela primeira vez em Brasília, a banda marcial do Exército se apresentou na solenidade, finalizando as comemorações da manhã.