Marginais fascistas depredam sede do PMDB em Porto Alegre




Um grupo de marginais, fascistas na essência,  contrários ao impeachment da agora ex-presidente Dilma Rousseff depredou a sede do PMDB de Porto Alegre no início da noite desta quarta-feira, 31.  Eles arrombaram o acesso ao local, atearam fogo e também colocaram um contêiner para dentro.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O protesto na capital gaúcha começou por volta das 18 horas com uma concentração da Esquina Democrática, tradicional palco de mobilizações populares, no centro de cidade. De lá, os participantes iniciaram uma caminhada por diferentes ruas da região.

O ato, até então, era pacífico. Nas proximidades da sede municipal do partido do presidente Michel Temer, o grupo encenou uma espécie de velório, colocando fogo em uma réplica de caixão em que estavam escritas palavras como “democracia” e “paz”.

Depois, algumas pessoas se dirigiram ao prédio do PMDB, na Avenida João Pessoa, e com chutes e empurrões forçaram a entrada no local. Na sequência, atearam fogo e empurraram um contêiner que estava rua para dentro do local. Quase todos cobriam o rosto com camisetas e lenços.

A Brigada Militar (BM) usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a manifestação. Uma parte do grupo seguiu para a Avenida Ipiranga, onde ateou fogo em pneus.

%d blogueiros gostam disto: