Lula chama PDT para formar frentão contra Temer

De volta à oposição, o PT propõe aos aliados a formação de um bloco de resistência ao governo Temer.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reativou a articulação de uma frente ampla de esquerda.

Nesta quarta-feira (31), enquanto acompanhava a votação do impeachment ao lado de Dilma Rousseff, no Palácio da Alvorada, Lula sugeriu a Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, a composição de bloco de oposição no Congresso, oferecendo aos pedetistas a liderança da minoria.

No Alvorada, Dilma defendeu “luta política”. “Não é a primeira vez que sou cassada. Não vai ficar assim”, disse ela, segundo aliados.

Antes concentrado na defesa do mandato de Dilma, o PT reacende, agora, o debate sobre a criação de uma frente inspirada no modelo do Uruguai com vistas a 2018: uma grande coalização que reúna, além de partidos, sindicatos, associações, movimentos de esquerda, intelectuais e artistas em torno de um programa.

Segundo Lupi, Lula não descarta o lançamento de um candidato fora do PT para a Presidência, entre eles o ex-ministro Ciro Gomes (PDT).

“Ele diz que Ciro é o mais preparado, o problema é o temperamento”, disse o pedetista.

Conteúdo Folha, asinado pelas jornalistas CATIA SEABRA  e THAIS ARBEX

%d blogueiros gostam disto: