lula o chorão

Lula “atirou pedras” em leões: Vai ser “devorado” pelos concursados!

A manifestação pública de Luís Inácio Lula da Silva, “a alma mais honesta do mundo“,  no congresso do Partido dos Trabalhadores,  onde afirmou que os servidores púbicos concursados do Brasil são “analfabetos políticos”, dá a exata dimensão da sua “psicopatia galopante”. É fruto de uma “mente desconectada com a realidade”. Parte de um ser que o tempo todo usou a dissimulação como combustível para cooptar, para enganar e para mentir. Sua fala foi pontual, preparada nos mínimos detalhes. Transmitida por uma cadeia de rádio e televisão, visou intimidar Juízes, Procuradores e Delegados que atuam na Operação Lava Jato, no STJ e no STF. Falou de “caso pensado”. Usou da intimidação para tentar se proteger. Quem pagou o pato foram os “leões” do serviço público. Os que tocam, de verdade, com responsabilidade a máquina pública.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Incontinenti, pipocaram manifestações de repúdio da maioria. De tristeza dos que, desavisadamente, se alinharam ao projeto de poder “urdido” pelo “príncipe de Garanhuns”. O pior é que “alguns letrados” do serviço público, servidores de Estado, propositadamente e com projetos pessoais definidos, construíram uma “ponte pênsil” para que Lula e sua “trupe” passasse, sempre fazendo ameaças de fazer cair os mais fracos. Com o tempo, o Brasil conheceu o “destruidor de pontes” e o “escorpião” chamado Luís Inácio Lula da Silva. Àquele,  que ao final da travessia sempre envenenou alguém, pois essa é a sua “natureza”. Sempre abandonar companheiros feridos  e envenenados pelo caminho!  José Dirceu é um exemplo clássico da ausência de sentimento e de caráter do “General da corrupção”.

O juiz Jayme de Oliveira, presidente da Associação Paulista de Magistrados, principal e mais influente entidade da toga estadual de São Paulo, declarou nesta sexta-feira, 16, ao jornal Estado de São Paulo que ‘a fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o serviço público não é digna de quem já ocupou o cargo mais alto da República’.

“Dizer que o servidor público é um analfabeto político e que os eleitos pelo voto obrigatório nas urnas são os trabalhadores mais honestos do país é uma ofensa a quem por meio de concurso ocupa cargo público nas estruturas dos três poderes”, declarou Jayme de Oliveira, em nota pública.

Os leões estão furiosos e com muita fome. Lula será a refeição. Será tratado como merece no Instituto Prisional de Pinhais no Paraná.