COMPARTILHAR

A empreiteira admitiu ter distribuído 29 milhões de dólares em subornos a funcionários peruanos em troca de contratos entre 2005 e 2014. Esse período abrange os governos do ex-presidente Alejandro Toledo, que governou o país entre 2001 e 2006 e é suspeito de ter recebido 20 milhões de dólares desse montante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here