COMPARTILHAR

As redes sociais estão inundadas com mais uma informação falsa, – Fakenews –  de que a possível renúncia do deputado palhaço TIRIRICA(PR-SP), devolveria à cena política o ex-presidente do Partido dos Trabalhados, José Genuíno. “Dizem” os “embusteiros oficiais”, Mavs conhecidíssimos,  e à soldo da ORCRIM que Genuíno é o suplente de Tiririca.

José Genuíno, condenado pelos crimes praticados no Mensalão estava inelegível em 2014 e o Partido da República(PR) e o Partido dos Trabalhadores(PT) não estavam coligados na eleição proporcional para a Câmara dos Deputados em São Paulo.

José Genuíno disputou a eleição proporcional de 2010 e não foi eleito.

Foi condenado inicialmente a 6 anos e 11 meses de reclusão pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha pelo Supremo Tribunal Federal em 9 de outubro de 2012. Mesmo tendo sido condenado, assumiu em 2 de janeiro de 2013 como deputado federal.

Em 15 de novembro de 2013, tendo sido decretada a sua prisão pelo STF, entregou-se à Polícia Federal em São Paulo, sendo preso. Foi transferido para Brasília, passou a ocupar uma cela para condenados a regime fechado.

Em 3 de dezembro de 2013, para evitar uma possível cassação, renunciou ao cargo deputado federal. Após a mesa diretora da Câmara dos Deputados abrir a votação para a cassação do mandato, o vice-presidente da casa, André Vargas, leu a carta de renúncia de Genoíno no plenário da Câmara. O texto, no dia seguinte, foi publicado no Diário Oficial.

Genoíno aposentou-se como deputado federal, por tempo de contribuição.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here