JOGO DUPLO derrubou AGU, Medina Osório?

“Fabio Medina Osório conseguiu se infiltrar no mundo petista a ponto de ter como sua cliente a ex-poderosa Rosemary Noronha, ex-secretária da Presidência da Repúbica, primeira amiga (amante) do poderoso chefão da Orcrim petista.”


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O Cristalvox publicou na noite deste sábado, 11 de setembro de matéria assinada por Vitor Viera, muito esclarecedora sobre a atuação profissional do ex-advogado chefe da AGU, Fábio Medina Osório, demitido por telefone pelo presidente Michel Temer. Nas últimas 48 horas só aumentou “o rumor” oriundo dos bastidores políticos de Brasília. Coloca “gasolina extra” no mais  “incediário” episódio político da última semana. Afirmam fontes acreditadas da Corte que Fábio Medina Osório foi exonerado por estar fazendo “jogo duplo”. De um lado defendendo o PT, Dilma, Lula e Rosemary Noronha, de outro, instalado em posto-chave do governo do PMDB, onde teria agido para “melar” a Lava Jato, bem ao contrário do que declarou à Veja, deste final semana.

Eliseu Padilha, Ministro Chefe da Casa Civil e o General de Exército Sérgio Etchegouyen do GSI teriam detectado os movimentos do antigo AGU.  Aconselharam o Presidente Temer a radicalizar e demitir Medina Osório.

Diz a matéria, que pode ser acessada na íntegra em http://cristalvox.com/fabio-medina-osorio-advogado-de-rosemary-noronha-e-suas-umbilicais-ligacoes-como-pt-de-lula-e-dilma/

Quem abriu essas portas para Fábio Medina Osório? Foi seu ex-sócio petista Aloísio Zimmer? Como procurador geral da administração petista em Canoas ele haveria de saber das relações de parentesco da mulher do prefeito petista Jairo Jorge, Thais Pena, prima do bandido petista mensaleiro José Dirceu. Este era muito amigo de Rosemary Noronha, que ia para a praia junto com o casal José Dirceu e Evanise Santos. Fabio Medina Osório e Aloísio Zimmer foram contratados para defender Rosemary Noronha frente a um processo da Controladoria-geral da União (CGU), investigada pela suspeição de tráfico de influência e de enriquecimento ilícito. Depois de uma série de reuniões em São Paulo, os advogados deram o primeiro passo na defesa pedindo a nulidade da sindicância feita pelo Planalto e que embasou o processo na CGU. Isso era durante o governo da mulher sapiens petista Dilma Rousseff.”

%d blogueiros gostam disto: