INTERVENÇÃO: Temer usa a Constituição e mobiliza as Forças Armadas

A aplicação objetiva do artigo 142 da Constituição em Manaus, onde o presidente em exercício “avocou” para si  o PODER de controlar a segurança interna,  representa uma clara demonstração que não irá negociar com movimentos “criminosos”, organizados para trazer instabilidade social e política ao Brasil.  Temer, vai “limar” os movimentos que “intentem” fragilizar a democracia e levar o País em direção de um governo “bolivarino”.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Veio o sábado. Com ele um duro recado para  quem esperava que os militares permitiriam o “caos”!

Portanto, não pode passar em branco a nota oficial do Ministério da Defesa, publicada no site do MD,  informando que o Presidente  da República em exercício,   atendeu a solicitação  do Governador do Estado do Amazonas e determinou que as Forças Armadas assumissem a segurança total dos atletas olímpicos que estão hospedados no Hotel Tropical em Manaus, desde  sábado, 3o de julho.  Ou seja, as FFAA assumiram, mesmo por um período determinado, o comando total da segurança pública na Amazônia.

Essa fato não é isolado. Também no Rio de Janeiro, embora as autoridades de segurança tentem negar, àquele território está sob o controle das Forças Armadas. Reservadamente um Comandante “informou” ao editor do Cristalvox que 25 mil homens, originários de todos os comandos militares estão integrados a maior mobilização militar já montada no Brasil nos últimos 50 anos.

O Palácio do Planalto tentou, no meio da semana, desqualificar uma informação que causou muito constrangimento no núcleo duro do Governo.  Os ministros da Justiça e Defesa haviam perdido terreno e o Ministro Chefe do GSI, General de Exército Sérgio Ertchegoyen estaria no comando  de todas as ações de segurança da olimpíada do Rio de Janeiro.  Michel Temer reuniu-se na sexta, 30, em almoço no Palácio. Presentes, Etchegoyen, Alexandre e Juggman. Objetivo: Afinar o discurso e “fazer parecer” que os três ministros tinham, em conjunto, o controle das operações do Rio de Janeiro.

A implantação do artigo 142 para garantir a Lei e a Ordem em Manaus  tem a orientação direta do General Sérgio Etchegoyen.  Qualquer tentativa de “instabilizar” o Rio de Janeiro durante a Olimpíada terá uma resposta duríssima por parte das FFAA.

 

%d blogueiros gostam disto: