Impeachment de Lewandowiski: Nem pensar… Renan arquiva pedido do MBL

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu arquivar um pedido de impeachment apresentado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, por ter permitido o fatiamento da votação do processo que cassou o mandato da presidente Dilma Rousseff no último dia 31.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A decisão permitiu que Dilma preservasse o direito para exercer funções públicas. Em decisão lida do plenário, Renan disse que é “evidente” que carece de justa causa a denúncia contra Lewandowski.

É a segunda vez do que o MBL pede o impeachment de um ministro do STF. Em abril, um pedido de afastamento do ministro Marco Aurérlio Mello foi negado por Renan por falta de alguns documentos pessoais do advogado do mivimento. Rubens Nunes Filho, coordenador do MBL, protocolou o pedido no Senado alegando que Mello havia usurpado poder da Câmara dos Deputados de decidir sobre o impeachment de Dilma, considerado pelo advogado matéria interna corporis da Casa.

Conteúdo – Diário do Poder

%d blogueiros gostam disto: