JAQUES WAGNER

Gravíssima a ameaça do PT: “Se não tem lei, cada um faz a sua”

“Se não tem lei, cada um faz a sua”, frase lançada ao vento  por Jacques Wagner,  ex-ministro da Defesa,  da Casa Civil do governo petista de Dilma Rousseff , durante congresso do Partido dos Trabalhadores, nesta quinta-feira, 15, dá a dimensão do que está sendo “armado” nos bastidores do PT.  É uma clara ameaça de enfrentamento nas ruas.  É a demonstração cabal que Wagner e seus companheiros tentarão “destruir” a democracia no Brasil.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Aos poucos,  os líderes do PT se revelam. Não escondem sua determinação ou de governar “sob o manto da corrupção”, ou por meio de “um governo de força”.  Não sabem e não querem conviver com a democracia plenal.  Àquela que se faz acompanhar da transparência, da responsabilidade e do compromissos com uma  nação livre.  Os petistas foram criados em “águas turvas”. Sua “luta” não  se dá à luz do dia. Ela é noturna, ocorre no submundo da política e é gerenciada por “zumbis” que nada sabem, nunca ouviram falar nada e seus “replicantes” são todos possuidores de “almas honestíssimas”, melhor ou superior a de Jesus Cristo(autor: zumbi Lula) .

Wagner aproveitou a manfestação de Lula, que tentou “abafar”  a entrevista dos Procuradores da República realizada na quarta, 14.  para dizer que:

1 – “Eu conheçe o Lula há décadas. que ele vive há anos na mesma casa”.

2 – Que tem apreço pelo Ministério Público, mas que, sem regras, qualquer um pode fazer o que quiser. “Se não tem lei, cada um faz a sua”.

3 – que o clima atual pode gerar uma tensão social.

O conteúdo completopode ser lido em
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,jacques-wagner-diz-que-denuncia-contra-lula-foi-um-desrespeito-e-pode-elevar-tensao-social,10000076175