ministros caminham

Explosivo: Outros dois Ministros do STF, além de Dias Tóffoli foram investigados pela PGR

Além de Toffoli, outros dois ministros do STF foram investigados pelo MPF, informa Mônica Bérgamo na Mônica Bérgamo


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O governo de Michel Temer acompanha com lupa a crise entre o Ministério Público Federal e o STF (Supremo Tribunal Federal). E tem informações de que procuradores tentaram investigar, além do ministro Dias Toffoli, também assessores e familiares de outros dois magistrados da corte.

– O STF trabalha com a mesma informação.




– A divisão poderia estar na origem do vazamento da informação de que Dias Toffoli aparecia nas tratativas de delação premiada da empreiteira OAS.

– O grupo de Janot era contra a inclusão do nome de Toffoli no acordo, já que as informações preliminares dadas pela OAS não configuravam nenhum crime.

– A suspeita é que, incomodados com a exclusão do nome de Toffoli da delação e sem ter como investigá-lo, já que o ministro tem foro privilegiado, procuradores do Paraná espalharam a informação do relacionamento dele com a OAS, que chegou ao conhecimento de jornalistas. Essa seria uma das origens do vazamento. Mas não obrigatoriamente a única. Janot trabalha com a possibilidade de que a empreiteira tenha divulgado dados.

– Gilmar Mendes, do STF, citou o fato de que procuradores do Paraná chegaram a escrever artigo “achincalhando” Toffoli como sinal de que poderiam ter vazado dados contra o magistrado. Questionados, os procuradores não se manifestaram até a conclusão da coluna.