DF - CUNHA/JORNALISTAS - POLÍTICA - O presidente da Câmara, Eduardo Cunha   (PMDB-RJ), concede entrevista aos   jornalistas setoristas da Câmara fazendo um   balanço do primeiro semestre do ano, em   uma café da manhã oferecido no anexo IV na   Câmara dos Deputados, em Brasília.   16/07/2015 - Foto: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO

Eduardo Cunha é agredido no aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro

Eduardo Cunha apanha de mulher no Santos Dumont aos gritos de ‘ladrão’ e ‘pega, pega’Deputado cassado foi agredido por uma mulher e vaiado quando passava no saguão do Aeroporto do Rio


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O ex-presidente da Câmara e ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi alvo nesta quarta-feira, 12, de um protesto inusitado no aeroporto de Santos Dumont, no Rio. Filmado por populares enquanto levava suas bagagens em um carrinho de mão, o ex-parlamentar que responde já a duas ações penais na Lava Jato por supostamente manter contas secretas na Suíça e receber propinas milionárias no esquema de corrupção na Petrobrás foi alvejado por uma senhora aos gritos de “ladrão” e “pega pega”.

COM A PALAVRA, EDUARDO CUNHA:
Eduardo Cunha, ao Estado, disse que a mulher que aparece no vídeo tentou agredi-lo duas vezes, na quinta-feira, 6, e no feriado de quarta-feira, 12, ao desembarcar no Aeroporto de Santos Dumont. Ele afirmou que ela integra um grupo que, previamente avisado de sua presença, se organizou para esperá-lo no terminal e hostilizá-lo. “Encontrar petista é sempre um problema”, declarou. “São as mesmas pessoas, é a mesma mulher.”
O deputado cassado informou ter solicitado à Infraero auxílio para saber quem é a senhora. “Pretendo identificar e, depois, processar”, adiantou. Ele disse que, embora tenha tentado, a mulher não conseguiu agredi-lo fisicamente.
Cunha comentou que tem viajado pelo Brasil e recebido também manifestações de apoio: “Ontem mesmo (quarta) tirei várias selfies”.

Conteúdo Estadão