Dupla dinâmica “Paim/Pimenta” ataca Lei Antiterrorismo sancionada por Dilma

Inacreditável: Perdido como cão em dia de mudança, o PT destacou dois gaúchos – verdadeiros bobos da corte, Paulo Paim e Paulo Pimenta – para atacar leis sancionadas por Dilma, a presidente ré. Pior: Leis aprovadas em plenário com o voto da “dupla dinâmica.”


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Paulo Paim saiu em defesa de um “sem-terra”, preso em 31 de maio com base na Lei Antiterrorismo, criticando-a por “criminalizar movimentos sociais”. Paulo Pimenta se rebelou contra outra lei, de Dilma, incorporando a regra olímpica de impedir manifestações políticas durante os Jogos.

A lei antiterrorismo aprovada no Senado e na Câmara foi proposta pelo Poder Executivo, com Dilma na presidência. E sancionada em março.

A prisão do líder “sem-terra” José Valdir Misnerovicz, em Aparecida de Goiânia (GO), é considerada um marco contra a violência no campo.

O petista Paulo Pimenta pediu ao MPF “providências” contra a lei que restringe manifestações, também proposta e sancionada por Dilma.

A restrição a manifestações foi confirmada pelo Supremo Tribunal em 2014, quando o PSDB reclamou de artigo idêntico na Lei da Copa.

Conteúdo Diário do Poder

%d blogueiros gostam disto: