Delação de executivos da Odebrecht vai gerar 100 novos inquéritos na Lava Jato

É motivo de preocupação e desespero para os políticos que receberam doações “ditas eleitorais” da construtora Odebrecht, a  informação de que o fatiamento do processo mãe da Lava Jato levará a abertura de mais de 100 procedimentos investigatórios  em todo o País.  A lista dos beneficiados com dinheiro do petrolão  já circula há um bom tempo, porém após a divulgação dos nomes dos primeiros investigados nos núcleos do PT, PMDB e PP transformou num inferno a vida de muita gente.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A folha no coluna Painel informa nesta terça:

“A delação premiada da Odebrecht deve originar mais de cem inquéritos espalhados pelo país, estima a Lava Jato. A colaboração da empreiteira será um marco não só pela extensão das denúncias, mas pelo efeito que terá sobre o futuro da operação. Com tantos “filhotes” distribuídos em diferentes Estados e esferas judiciais, a força-tarefa em Curitiba teme que a pulverização limite a transparência dos casos, desacelere o ritmo das investigações e resulte em prescrição de crimes.




 O desmembramento ocorre por decisão do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, que tirou da força-tarefa inquéritos não vinculados ao esquema na Petrobras.

 Fora de Curitiba, sustentam investigadores, não há como garantir que os processos corram sem sigilo — a prática, instituída pelo juiz Sergio Moro, foi considerada crucial para o sucesso da operação na opinião pública.

 No Paraná, um sistema (e-proc) dá acesso online aos autos. Mas os Estados que receberão os futuros inquéritos a partir da delação da Odebrecht usam plataformas mais restritas, o que dará menos publicidade às novas investigações.”

%d blogueiros gostam disto: