VENEZUELA: LEVANTE MILITAR EM MARCHA CONTRA GOVERNO BOLIVARIANO

Possibilidade de levante militar está no ar na Venezuela, diz líder opositor.
Em meio ao agravamento da crise econômica e social na Venezuela, com um recém-implementado estado de exceção pelo governo Nicolás Maduro e a oposição pressionando pela realização de um referendo revogatório contra o presidente, a possibilidade de um levante militar “está no ambiente”, diz o líder opositor e ex-candidato presidencial Henrique Capriles.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Em entrevista à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, Capriles disse que as Forças Armadas do país estão divididas entre uma “cúpula corrupta” que defende o chavismo e uma base “afetada pela pior crise econômica de nossa história”.

O líder de oposição diz não defender um levante militar, mas diz que a possibilidade existe caso essa divisão que diz ver dentro das instituições militares se aprofunde.
“Não quero dizer se tem alta ou pouca possibilidade. Mas está no ambiente”, diz o político, que governa o Estado de Miranda e perdeu as eleições presidenciais para Hugo Chávez em 2012 e para Nicolás Maduro no ano seguinte.
A Venezuela foi cenário nesta semana de tensas manifestações opositoras, que pressionam o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) para não impedir a organização, ainda neste ano, de um referendo revogatório contra Maduro.
A coalizão de oposição MUD (Mesa da Unidade Democrática), de Capriles, entregou 1,8 milhão de assinaturas neste mês ao CNE para começar o processo. A lei venezuelana exige 200 mil assinaturas (1% dos eleitores) para começar o trâmite, e a oposição acusa o CNE de atrasar a verificação dos registros.

A matéria original foi editada pelo jornalista Daniel Pardo da BBC Mundo.

http://www.bbc.com/portuguese/internacional-36340912