Urgente: Janot pediu busca e apreensão contra Aécio Neves

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chegou a solicitar uma ação de busca e apreensão no Senado para coletar dados para o inquérito que apura a acusação de que o atual presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), atuou para “maquiar” dados da CPI dos Correios, em 2005.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A medida, no entanto, foi abortada depois que o Senado garantiu que daria acesso irrestrito aos documentos.

A suspeita sobre Aécio foi levada à PGR pelo ex-senador Delcídio do Amaral, delator da Operação Lava Jato.

Ele afirma que Aécio teria atrasado o envio de dados do Banco Rural à CPI para poder “apagar dados bancários comprometedores” e evitar que a apuração sobre fraudes na instituição levasse a nomes do PSDB.

O pedido da PGR foi feito em uma ação cautelar sigilosa, em maio. A iniciativa foi tomada depois que o jornal “O Globo” divulgou que documentos da CPI haviam sido deslocados do arquivo do Senado para outro setor da Casa, por decisão da direção do Senado que havia recebido um pedido de Aécio para que fosse feita uma pesquisa nos arquivos da CPI. Os registros seriam usados para embasar uma resposta do tucano às acusações de Delcídio.

O inquérito sobre o tucano está sob os cuidados do ministro do STF Gilmar Mendes, que chegou a autorizar o pedido, fazendo ressalvas de que a ação fosse discreta e acompanhada por um oficial de justiça do Supremo.

Leia a matéria na íntegra em
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/06/1778551-janot-pediu-busca-e-apreensao-contra-aecio.shtml