STF MANDA DILMA EXPLICAR O “GOLPE”

Acabou a “lua de mel” do Supremo Tribunal Federal com a presidente afastada Dilma Roussef.  Mesmo possuindo “foro privilegiado” Dilma passa a ser uma cidadã comum e fica obrigada a responder ações processadas no STF.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), intimou a presidente afastada Dilma Rousseff a responder a ação da Procuradoria Parlamentar da Câmara que pede esclarecimentos sobre o que ela chama de “golpe”. Dilma terá até dez dias para prestar os esclarecimentos.

A ação foi levada pela procuradoria da Câmara ao STF, a pedido do deputado Júlio Lopes (PP-RJ), que questiona o que consistiria o suposto “golpe”, quem seriam os “golpistas” e o motivo de a presidente não ter recorrido a nenhuma instituição para evitar o que considera ser “golpe”.

Outra ação da Procuradoria Parlamentar, na Justiça Federal, em Brasília, pede retratação do ex-presidente Lula e indenização no valor de R$100 mil reais pela afirmação, em 25 de abril, em São Paulo, de que “uma quadrilha legislativa” estaria implantando a “agenda do caos” no país.

No entendimento da Procuradoria, ao usar a expressão “quadrilha legislativa”, Lula se referia aos deputados que votaram pela admissibilidade do pedido de impeachment de Dilma, segundo o procurador Parlamentar e deputado Claudio Cajado (DEM-BA).

Conteúdo Diário do Poder