Serra, em nota durísssima, exige explicações da Venezuela sobre agressões a parlamanteres de oposição

Vários deputados venezuelanos, entre eles Julio Borges, chefe da bancada opositora do Parlamento, foram agredidos nesta quinta-feira (9) em frente à sede do Poder Eleitoral quando protestavam para exigir uma resposta do organismo sobre o processo de referendo revogatório do mandato do presidente Nicolás Maduro.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O chefe da bancada que domina a Assembleia Nacional levou socos no rosto de parte de supostos partidários do chavismo quando liderava em frente à sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) um protesto de parlamentares em favor do referendo para revogar o mandato de Maduro.

Eis a nota do Governo Brasileiro
O governo brasileiro manifesta sua preocupação com as agressões sofridas por parlamentares hoje em Caracas, as quais reclamam efetiva apuração de responsabilidades e dificultam o diálogo que se faz necessário entre o governo e a oposição para assegurar a plena observância do Estado de Direito.

Com conteúdo do G1.

%d blogueiros gostam disto: