SÉRGIO MORO vai lotar as cela da PF em Curitiba

Bateu o desespero: O único assunto que interessou, de verdade, nesta quarta, 04 de maio,  nos corredores do Congresso Nacional,  foi a informação  de que será deflagrada, nas próximas horas,  uma nova operação  da Polícia Federal, do Ministério Público e da 13ª Vara Criminal de Curitiba, chefiada por Sérgio Moro,  prendendo mais de uma dezena de envolvidos no desvio de bilhões de reias dos cofres públicos.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Como o impeachment já é fato  consumado, a leitura do relatório do senador Antonio Anastasia que recomenda o afastamento de Dilma Roussef ganhou um plano secundário diante dos informes de uma gigantesca operação da Lava Jato.
Está tudo pronto na cárcere da PF no Paraná, “carinhosamente” chamado de Grande Hotel Moro para receber novos pesos considerados pesados da política brasileira. Especula-se, em cada canto do Senado e Câmara, que a nova operação será avassaladora.

Na forma de “galhofa nervosa”, senadores e deputados brincam, “aconselhando” que pessoas citadas nas recentes delações, que não possuem foro privilegiado,  durmam de sapatos,
pois o japonês da federal poderá bater na porta, pontualmente seis da manhã.

Especula-se a prisão de Erenice Guerra, Antonio Palocci, Giles  Azevedo e diretores de empreiteiras que já são réus em outras ações penais da Lava jato.