Início Brasil Se fosse nos Estados Unidos, Gilmar Mendes estaria preso

Se fosse nos Estados Unidos, Gilmar Mendes estaria preso

24911
COMPARTILHAR
gilmar Mendes
DNT 09-06-2017 BRASILIA - DF / NACIONAL POLITICA OE / TSE JULGAMENTO CHAPA DILMA-TEMER - Ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), durante o quarto dia do julgamento da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, primeiro julgamento da historia da corte de uma chapa presidencial que pode cacar o mandato do Presidente Michel Temer que assumiu a presidencia em 12 de maio de 2016 apos impeachment de Dilma Rousseff - FOTO DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

Os patrocinadores bilionários do ministro empresário. O Instituto Brasiliense de Direito Público organiza eventos de dar inveja a qualquer universidade do mundo. Este é o conteúdo de um comentário de Augusto Nunes em Veja.

Um juiz da Suprema Corte Americana seria demitido com desonra se descobrissem que era sócio de um carrinho de cachorro-quente. No Brasil, como revela a mais recente edição de VEJA, Gilmar Mendes não vê nada de mais em acumular as funções de ministro do Supremo Tribunal Federal e de empresário do ramo educacional.

O Instituto Brasiliense de Direito Público organiza eventos de dar inveja a qualquer universidade do mundo. O segredo está na facilidade com que Gilmar, sócio de um filho na direção da entidade, atrai patrocinadores bilionários. A reportagem revela que, até recentemente, figuravam entre eles os irmãos Joesley e Wesley Batista. Isso é muito mais que uma agressão à ética. É caso de polícia.

COMPARTILHAR