abraço cachorro

Saiba por que seu cachorro não gosta de abraços

Segundo Stanley Coren, professor da Universidade de British Columbia, no Canadá, o abraço humano estressa os cães e pode deixá-los ansiosos.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Abraçar seu cachorro pode não ser uma boa ideia. De acordo com Stanley Coren, especialista em comportamento animal da Universidade de British Columbia, no Canadá, as orelhas caídas e os olhos bem abertos que o cão exibe ao ser imobilizado pelo abraço humano não são demonstrações de afeto: são sinais claros de que o animal está estressado e ansioso.
“Não abrace seu cachorro! Economize os abraços para familiares e namorados. Do ponto de vista do cachorro será claramente melhor se você expressar seu carinho com um afago, uma palavra gentil e talvez uma guloseima”, aconselha o especialista no blog da revista científica Psychology Today.
Cães e abraços – Coren afirma que resolveu escrever sobre o assunto porque a ideia de que abraçar os cachorros não é saudável para os cães costuma ser amplamente difundida entre os pesquisadores de comportamento animal, mas não chega até os donos dos bichos. Segundo ele, os cães detestam os abraços porque são animais chamados “cursoriais”, ou seja, feitos para correr. Isso significa que, quando está sob ameaça, a primeira reação de defesa de um cachorro não é atacar, mas correr. Ao ser imobilizado em um abraço, ele perde seu mecanismo de defesa primordial, o que o deixa estressado e ansioso. Se os níveis de stress forem muito elevados, range os dentes e morde.
Mas, antes disso, o cão exibe sinais de stress bastante claros e fáceis de observar – vira a cabeça na direção contrária do que (ou quem) o está incomodando, às vezes fechando ou parcialmente fechando os olhos. Ele também pode exibir o chamado “olho meia-lua”, quando a parte branca dos olhos se torna visível entre as pálpebras. Outros sinais são as orelhas abaixadas, assim como as lambidas na face de uma pessoa e os bocejos.
Para dar base a sua argumentação, o especialista analisou 250 imagens aleatórias de pessoas abraçando cachorros que encontrou no Google e no Flickr. Examinando as fotos, ele percebeu que em 81,6% delas os animais davam pelo menos um sinal de que não estavam gostando do abraço. “Os resultados indicaram que a internet contém muitas fotos de pessoas felizes abraçando o que parecem ser cães infelizes”, afirmou Coren.
Apenas 7,6% das fotos mostravam cães satisfeitos com a atitude de seus donos e outras 10,8% exibiam cachorros com aparência neutra ou ambígua. O pesquisador chama a atenção para a dificuldade que temos de ler os sinais de stress nos cães, que são muito claros.
Com cautela, pode abraçar – Outros especialistas em comportamento animal, no entanto, alertam para o fato que nem todos os cachorros se sentem péssimos com o abraço. Em algumas relações entre os cães e o homem, o animal é capaz de compreender as expressões faciais humanas e perceber que os abraços nos deixam felizes. Ou seja, o animal pode estar suportando algo que não aprecia para nos deixar bem.
Segundo Erica Lieberman, consultora de comportamento animal, em entrevista ao site do jornal The New York Times, devemos procurar os indícios que o cachorro nos dá de que precisamos parar. Outro sinal importante é quando, após o abraço, o cão se sacode como faz depois de um banho para tirar o excesso de água.
“Eu gosto da mensagem que diz para não abraçar os cachorros”, afirmou Erica. “Acredito que as pessoas devem preferir a cautela. Se não houver nenhum sinal que indique stress, não há problema. Há muitos cães que não se importam com os abraços, pois entendem que é isso que os torna nossos companheiros.”
Publicada originalmente na revista Veja. Leia em http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/saiba-por-que-seu-cachorro-nao-gosta-de-abracos