Pressão total sobre Janot. Ministro de Temer conversa “no pé da orelha” do PGR!

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, reuniu-se no início da noite desta quarta-feira (8) com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O encontro de cortesia foi o primeiro do tucano com o procurador desde que ele assumiu o Ministério da Justiça e ocorreu no dia seguinte à revelação de que a Procuradoria-Geral da República solicitou a prisão de aliados do presidente interino, Michel Temer.

Na semana passada, Janot pediu a prisão do presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), do ex-ministro Romero Jucá (Planejamento), do ex-presidente da República José Sarney e do presidente afastado da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha.

O caso será analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato na Suprema Corte.

No caso de Renan, Sarney e Jucá, a base para os pedidos de prisão tem relação com as gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado envolvendo os peemedebistas.

As conversas sugerem uma trama para atrapalhar as investigações do esquema de corrupção da Petrobras.

Diante dos pedidos de prisão, a ordem do presidente interino é evitar comentários oficiais, mas reservadamente o governo federal teme que eles possam prejudicar votações de interesse do governo no Congresso Nacional.
Conteúdo Folha