POR QUE O STF PROTEGE LULA?

Perguntas sem respostas incomodam muito os brasileiros medianamente informados: Quais  segredos o ex-presidente Lula guardaria,   “a sete chaves”,  para receber proteção especial do Supremo Tribunal Federal? Que compromissos foram firmados para  que o ex-presidente esteja “debaixo da asa” do Ministro Teori Zavaski, um dos que chamou de “cagalhão” há menos de 02 meses em  telefonema disparado para a presidente afastada Dilma Rousseff?  Alguém no STF  teria se comprometido com Lula em  transformar a Corte   Superior de Justiça do Brasil em Tribunal Bolivariano?


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Uma Corte de Justiça não pode estar aparelhada ideologicamente para proteger tiranetes, sob o risco de ser considerada uma “força auxiliar” de partido político momentaneamente no poder. O Supremo Tribunal Federal desde o momento em que inovou,  sem respaldo no texto constitucional e por pura interpretação temporal, de oportunidade,   concedendo foro especial ao cidadão comum Luis Inácio Lula da Silva,  se colocou no fio da navalha.  O STF, mostrou de forma clara, ao avocar para si os processos que envolvem o ex-presidente Lula,  a existência no Brasil  de cidadãos especiais, acima da lei comum.

Para não se banalizar e não perder o respeito dos pagadores de impostos, o Supremo Tribunal Federal deve, incontinenti, remeter ao juiz natural da causa – operação Lava Jato – todos os processos nos quais Luis Inácio Lula da Silva é investigado. Não interessa se Lula foi presidente do Brasil… Foi… Não é mais!