PMDB VAI DERRUBAR O PRESIDENTE

Se precipitam fatos, de uma gravidade sem precedentes na politica brasileira, que serão capazes de DERRUBAR da Presidência da República MICHEL TEMER.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A avalanche de denúncias sobre corrupção que o Ministério Público Federal traz ao conhecimento dos brasileiros, envolvendo os mais importantes nomes do PMBD, rapidamente tende a inviabilizar politicamente o governo Temer.

Para sustentar a leitura, que obrigatoriamente tem de ser feita neste momento, o exemplo maior é a situação incômoda e desconfortável de Renan Calheiros(PMDB/AL), atual presidente do Senado Federal que é investigado em 13 procedimentos no Supremo Tribunal Federal, onde possui foro especial. Além de Calheiros, os senadores, Edison Lobão, Romero Jucá,  Jader Barbalho, Valdir Raupp  também são alvos de investigação por desvios de recursos públicos na Petrobrás, Eletrobrás e Nuclebrás. Soma-se a essa tragédia política o nome do deputado federal Eduardo Cunha(PMDB/RJ) com o mandato suspenso e afastado da presidência da Câmara dos Deputados, acusado de corrupção.
Não se sustentará o governo liderado por Michel Temer se, incontinenti não afastar do seu núcleo duro do poder e dos ministérios,  todos os políticos sobre os quais recaiam suspeitas de participação em atos ilícitos contra a administração pública e, por consequência,  contra os brasileiros.

Ou Michel Temer reage imediatamente,  ou será engolido pelos atos não republicanos praticado por seus aliados… Michel Temer não tem os dois anos que imagina ter para governar se fraquejar.

Precisa se impor como presidente dos brasileiros na próxima semana. Tem de emitir um sinal de que governa de verdade e que não está assombrado com o fantasma de Dilma Rousseff.

Obrigatoriamente, para conquistar a confiança dos brasileiros, tem de dar uma mostra pública de que não é refém da banda podre do PMDB.