PERIGO! Sérgio Moro e Lava Jato marcados para “morrer’!

Políticos corruptos se unem para “barrar”  as investigações e “acabar” com as carreiras profissionais de Sérgio Moro, Procuradores da República e Delegados da Policia Federal.
Você que está lendo este post do Cristalvox não tem o direito de ficar calado! Você, em respeito a seus pais, marido, mulher, namorado, namorada, filhos, netos, amigos, conhecidos e para com seu PAÍS, o Brasil, tem a obrigação de compartilhar a informação de que os políticos corruptos, que estão envolvidos na roubalheira da petrobrás, eletrobrás, nuclebras, Denit, Ministério da Saúde, Cidades e Cultura, trabalham freneticamente para alterar a Constituição e criar mecanismos legais para travar qualquer possibilidade de que Judiciário Ministério Público e Policia Federal investiguem seus mal-feitos.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Pensam que os eleitores brasileiros são otários! Não conseguirão calar nossa voz.

Com toda a atenção, leia a nota oficial da Associação dos Magistrados do Brasil e entenda a gravidade do momento que vivemos no Brasil.

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) repudia qualquer tentativa de impedir a autonomia do Poder Judiciário, especialmente na atuação frente ao processo de combate à corrupção no Brasil.

Independentemente dos rumos tomados pela crise política brasileira, os juízes continuarão vigilantes contra possíveis interferências na continuidade das investigações da Operação Lava Jato. Fatos recentes, como novas gravações divulgadas, reforçam ainda mais o posicionamento imparcial e firme da magistratura contra ingerências que atrapalhem ou desqualifiquem a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) e do juiz Sérgio Moro.

A AMB reitera apoio irrestrito às investigações, reafirma a confiança nas instituições, sobretudo no Judiciário, e exige a garantia da independência da magistratura, rejeitando toda e qualquer forma de intimidação dos juízes em suas atividades estritamente jurisdicionais.

Hadja Rayanne de Alencar

Presidente em exercício da AMB