close

Novo Ministro da Justiça de Temer é INIMIGO MORTAL da Lava-Jato

torquato-jardim
O Valor informa que o novo ministro da Justiça, Torquato Jardim, já criticou procedimentos da Operação Lava-Jato e discordou do argumento central da defesa do presidente Michel Temer de separação da chapa presidencial. Num evento, em fevereiro deste ano, ele listou problemas na operação policial, como as condenações sem provas que foram reconhecidas pela Justiça Federal, e as extensas prisões provisórias.
Em entrevista ao jornal “Diário do Povo do Piauí”, concedida em maio de 2016, um mês antes de ser indicado para o Ministério da Transparência, Torquato reagiu com ceticismo à possibilidade da Operação Lava-Jato trazer mudanças à cultura da corrupção no país.
As declarações do ministro foram confirmadas na época por sua assessoria de imprensa. Ele lembrou que, mesmo após o impeachment de Fernando Collor e após as condenações do mensalão, continuaram a acontecer escândalos de corrupção.
“O que mudou com o impeachment de Fernando Collor? O que mudou no Brasil depois da CPI do Orçamento quando os sete anões foram cassados? O que mudou com o mensalão? O que vai mudar com a Operação Lava-Jato?”, questionou.
Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/politica/4983688/torquato-ja-criticou-lava-jato-e-discordou-de-defesa-de-temer-no-tse 

35 Comentários

  1. Não podemos comparar a dimensão, repercussão e as circunstâncias da Lava jato (potencializado pelo povo) com as demais situações do passado, esse talvez seja mais um que conviveu com as regras do ilícito e da impunidade, acreditar numa correção de rumos da política e da governança, nos parece ser mais sensato nesse momento.

  2. É, ENTÃO O JEITO É LEGALIZAR A DESONESTIDADE NO BRASIL, E FODA-SE O MUNDO QUE EU NAO ME CHAMO RAIMUNDO, ESTE PIZ VIROU O PARAIZO DOS LADRÕES QUE SE INTITULAM CORRUPITOS PARA SE DIFERENCIAREM DOS LADRÕES DE GALINHAS,KKKKKKKKKK

  3. Interessante o ponto de vista deste senhor. Mas qual a sugestão prática? Então o que não tem concerto continua como está? Complicado um funcionário público (que o é) emitir uma opinião que vá contra o anseio da sociedade (contribuintes pagadores de impostos). Gostaria de ver um discurso de moralidade, de defesa do povo. Mas estando no governo é difícil defender causas populares, ainda mais quando essas causa ofendem a elite política(?) do país. Exatamente neste ponto é que se deswtaca a lava jato que vem com galhardia representando muitos de nós. Povo que nestes 32 anos de ¨democracia¨ jamais sentiu-se representado, e constantemente sente-se como trouxa ou otário com nossos ¨representantes¨, que não fazem senão representarem a sí mesmos e seus interesses.

  4. Antigamente não havia presídios. Os criminosos eram sumariamente julgados. Se fossem condenados eram executados. Com a introdução dos direitos humanos, a pena de morte perdeu força. Criaram-se os presídios, sob o argumento de que a punição iria inibir os crimes. Tenho ouvido muitos políticos, principalmente de esquerda, afirmarem que punição não serve para nada. Não inibe os criminosos, que continuam a delinquir. Se isso procede, então temos de reconsiderar a questão dos direitos humanos, passando a fechar os presídios e voltando, como nos velhos tempos, a execução sumária dos condenados. Ou será que estes políticos estão equivocados ?

  5. Antigamente não havia presídios. Os criminosos eram sumariamente julgados. Se fossem condenados eram executados. Com a introdução dos direitos humanos, a pena de morte perdeu força. Criaram-se os presídios, sob o argumento de que a punição iria inibir os crimes. Tenho ouvido muitos políticos, principalmente de esquerda, afirmarem que punição não serve para nada. Não inibe os criminosos, que continuam a delinquir. Se isso procede, então temos de reconsiderar a questão dos direitos humanos, passando a fechar os presídios e voltando, como nos velhos tempos, a execução sumária dos condenados. Ou será que estes políticos estão equivocados ?

  6. Antigamente não havia presídios. Os criminosos eram sumariamente julgados. Se fossem condenados eram executados. Com a introdução dos direitos humanos, a pena de morte perdeu força. Criaram-se os presídios, sob o argumento de que a punição iria inibir os crimes. Tenho ouvido muitos políticos, principalmente de esquerda, afirmarem que punição não serve para nada. Não inibe os criminosos, que continuam a delinquir. Se isso procede, então temos de reconsiderar a questão dos direitos humanos, passando a fechar os presídios e voltando, como nos velhos tempos, a execução sumária dos condenados. Ou será que estes políticos estão equivocados ?

  7. Acontece que nessas situações anteriores, a população não tinha acesso total as informações reais como temos hoje, tudo nos era passado de forma muito deturpada e com meias verdades CONVENIENTES AOS ATORES, hoje as informações chegam em frações de segundos a população. BENDITAS REDES SOCIAIS E OS MENINOS DE CURITIBA!!!!

  8. Partindo dessa premissa da critica sobre corrupção no Brasil, sou favorável à mudança do CP, que seja incluido no codigo a condenação de pena de morte aos corruptos e aos corruptores. Mudanças já na Constituição Brasileira para atender essa demanda.

  9. Que ele, TORQUATRO JARDIM, e seus pares dos TRÊS PODERES DA REPÚBLICA sejam limpos com Cloro, Água Sanitária, NaOH, desinfetante, H2SO4 na cadeia pela colenda LAVA JATO.

    INTERVENÇÃO POPULAR = INTERVENÇÃO MILITAR (Arts. 34, 142).

  10. Não conheço o currículo deste senhor. Por isto não posso analisar suas ideias, sua simpatia ou antipatia pela Operação Lava Jato. A única coisa que me estranha é um ministro da justiça discordar de uma ação que pretende acabar com a corrupção no País.

  11. TORQUATO TEM RAZÃO !!! NADA MUDOU E, SE CONTINUARMOS ELEGENDO ESSES POLÍTICOS LADRÕES O BRASIL CONTINUARÁ SENDO ASSALTADO. O QUE PRECISAMOS FAZER, NA VERDADE, É TOMAR O PODER JUNTO COM AS FORÇAS ARMADAS E PRENDER TODOS OS ENVOLVIDOS… CONVOCAR UMA CONSTITUINTE E MODIFICAR TODA NOSSA LEGISLAÇÃO. ACABAR COM FORO PRIVILEGIADO, MODIFICAR A FORMA COMO SE ELEGE OS MINISTROS DO STF, MUDAR AS LEIS PENAIS A FIM DE QUE O PRESO CUMPRA TODA PENA, ALÉM DE TRABALHOS FORÇADOS PARA PAGAR AS DESPESAS DE ESTADIAS NA CADEIA. INSTITUIR A PRISÃO PERPÉTUA PARA CRIMES CONSIDERADOS HEDIONDOS E PENAS DE MORTE PARA ASSASSINOS CRUÉIS. DIMINUIR A MENOR IDADE PENAL PARA 14 ANOS, JÁ QUE RECRUTANDO MENOS DE 16 ANOS PARA A PRÁTICA DE CRIMES, ALÉM DE RESPONSABILIZAR OS PAIS DE MENORES DE 14 ANOS PELOS CRIMES COMETIDOS.

  12. Tem razão, nada ou pouco mudou depois desses exemplos citados.
    Com a Operação Lava-jato já está mudando; grandes empresários e políticos graúdos já estão presos e/ou investigados. E o mais importante, que nunca aconteceu, o dinheiro da corrupção está voltando para os cofres públicos.Mas não é por mágica não. É trabalho duro, sério profissional. Se esse Ministro tentar prejudicar a Lava-jato estará prejudicando o Brasil. E irá comprar briga feia com o povo que apoia em massa a Operação e o Juiz Sergio Moro.

  13. Concordo em gênero ,número e grau com este Ministro.A única coisa ,que mudou depois da cassação do ex-pres. Fernando Collor, é que na época que ele foi cassado ou ele pediu pra sair, foi que agora a Roubalheira aumentou em progressão Geométrica e as punições em progressão Aritmética.

  14. Mudou e mudou muito haja vista a prisão sumária de criminosos do colarinho branco que, até então era uma utopia. Vamos deixar claro que se nada tivesse mudado políticos, empresários e governantes da mais alta categoria não estariam presos hoje ou num futuro bem próximo. MUDOU E MUDOU MUITO…

Deixe seu comentário