Michel Temer com problemas: “Dorme” com o “inimigo”

Novo número dois do Ministério da Justiça defendeu pedaladas de Dilma, informa Rubens valente da Folha.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O novo secretário-executivo do Ministério da Justiça, José Levi do Amaral Júnior, defendeu as pedaladas fiscais do governo Dilma Rousseff em artigo publicado pela Folha em julho passado. O texto foi assinado em parceria com o então advogado-geral da União Luís Inácio Adams.

Homem de confiança de Adams, Amaral Júnior foi nomeado em julho passado consultor geral da União na AGU (Advocacia-Geral da União). Antes, atuou como assessor em governos do PSDB em São Paulo e Minas Gerais.

As pedaladas fiscais de 2015 foram um dos dois tópicos formalmente levados em conta pelo Congresso para abrir o processo de impeachment de Dilma. Cinco dias após assumir interinamente, Michel Temer assinou decreto que tornou Alexandre de Moraes ministro da Justiça e Amaral Júnior, o número dois.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/05/1776170-novo-numero-dois-do-ministerio-da-justica-defendeu-pedaladas-de-dilma.shtml