MADURO EM DESESPERO: UM ATAQUE BÉLICO AO BRASIL NÃO PODE SER DESCARTADO

A situação política de Nicolas Maduro tornou-se insustentável na Venezuela. Numa tentativa desesperada  de se manter no poder, acaba de decretar Estado de Emergência por um período de 60 dias, podendo ser prorrogada a decisão.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Segundo informações postadas em sua página pessoal no twitter,  o ministro da Comunicação e  Informação da Venezuela Luis José Marcano,   diz que a excepcionalidade  do ato emergência foi necessário para garantir o abastecimento de comida e medicamentos à população e reforçar a segurança interna do país.

De fato, o que tem por traz da decretação do Estado de Emergência é a completa falência do regime chavista.  A oposição, liderada por Caprilles  se arregimenta e se agiganta em toda a Venezuela. Maduro não tem mais condições  políticas para continuar no poder. Suas ameças púbicas contra a Bolívia e o Brasil nada mais são do que “factóides” para desviar a atenção dos menos informados – a população pobre que passa fome e se vê privada dos insumos básicos para sobrevivência -.

Com a convocação do embaixador da Venezuela no Brasil,  não se pode descastar, em nenhuma hipótese, que Maduro esteja planejando em conjunto com seu vice presidente Diosdado Cabello, sob o argumento de defender  a afastada presidente  Dilma Rousseff, uma suicida incursão bélica no território brasileiro.