Lulinha “sem vergonha” recebeu 300 de montadora

Responsáveis pela abertura de offshores do Grupo Caoa, os delatores da Operação Lava Jato Roberto Trombeta e Rodrigo Morales confessaram aos procuradores da República que, em 2012, a montadora pagou R$ 300 mil para a Gamecorp, empresa do filho mais velho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fábio Luiz, o Lulinha.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Os delatores informaram também que o dinheiro foi pago a Lulinha mesmo sem comprovação de “execução de serviços, contratos e/ou relatórios que acompanhassem tais pagamentos”.

Os pagamentos foram feitos, segundo os delatores, “através de notas fiscais enviadas pelo departamento financeiro”. “No entanto, ausentes comprovantes de execução de serviços, contratos e/ou relatórios que acompanhassem tais pagamentos”. Investigadores da Procuradoria da República vão buscar a comprovação dos serviços e apurar se o negócio ocultou repasses.
Conteúdo Diário do Poder