Lula é desmoralizado por Léo Pinheiro: Acabou o “mito”!

Léo Pinheiro,  ex-presidente da poderosa OAS não suportou a idéia de “morrer” condenado pela Lava Jato. Foi convencido por familiares a procurar os investigadores e contar tudo que sabe. Segundo relatos trazidos à público na edição da revista Veja deste final de semana, pode-se imaginar o “inimaginável”: Que Lula mentiu sempre! Ou melhor, que escondeu dos eleitores brasileiros sua condição de cidadão de segunda classe, capaz de criar “cenários” para “enganar”,  para mostrar que “o retirante” não passava de um “pobre homem”,  e que ao dizer que, com muita luta venceu, não foi capaz de perver que a verdade poderia vir à tona  e, de fato, se descobrisse o custo dessa “vitória”.  Decepção é a expressão mais branda para definir Lula.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A revista define como “letal” as declarações de Léo Pinheiro, que envolvem o ex-presidente Lula. Por sinal, já se ouviu muito que ações “não republicanas” eram recorrentes no dia a dia de Luis Inácio.  A atuação do “chefe da ORCRIM” em favor da OAS, desempenhando o papel central de lobista da empresa e sendo devidamente remunerado pela função,  está confirmado. Não se trata mais de uma mera “suposição” dos investigadores da Lava Jato. A  AOS forneceu elementos de prova, entre eles recibos de pagamentos por palestras fictícias os quais dão a dimensão exata das “traquinagens” de Lula.

O Brasil foi testemunha das tentativas do ex-presidente em se “descolar” do sítio de Atibaia e do triplex do Guarujá. O Instituto que preside capitaneou a “cruzada” para desmoralizar promotores e investigadores no sentido de convencer os brasileiros de que Lula estava sendo “vítima” de uma grande mentira. De que tudo não passava de uma “armação” política para enfraquecer o ex-presidente e alijá-lo do processo sucessório de 2018. Hoje o Brasil já conhece, de fato, quem é o verdadeiro Lula.