LAVA JATO: O PODEROSO CHEFÃO SERÁ PRESO

O PODEROSO CHEFÃO será preso, nesta semana,  na fase mais importante e extraordinária da operação Lava Jato. Os brasileiros testemunharão a prisão de um dos homens mais importantes e influentes que a moderna história da política já produziu.                                                                                                                                                                                                                                                     Com o afastamento da presidente Dilma Rousseff do poder,  pelo Congresso Nacional,  seus principais assessores que estão envolvidos, segundo o Ministério Público Federal em desvio de dinheiro e corrupção ativa e passiva no escândalo da Petrobrás, pederam a imunidade. Suas vidas  foi transformada no “inferno de Dante” desde a última quinta, 12, quando o ato de exoneração foi publicado no Diário Oficial da União. São candidatíssimos  a frequentar a carceragem da Polícia Federal em Curitiba.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Em Brasília, no núcleo do poder que se instalou no final da semana, ninguém tem dúvida que o Juiz Sérgio Moro decretará novas e rumorosas prisões. Nesse cenário, “pesos pesados” do governo petista deverão passar uma temporada em Curitiba. Uns em prisão temporária, outros  em prisão preventiva para fazer companhia ao amigo Marcelo Odebrecht.

Mas a mais esperada das prisões é inevitável. O alvo dos investigadores da operação Lava Jato, de há muito tempo preenche todos  os requisitos contidos no artigo 312  do Código de Processo penal. Ele constrange testemunhas, desafia o Poder Judiciário ridicularizando sua atuação desde o primeiro grau até a Corte Suprema do país, ameaça o juiz que conduz o processo, esconde provas e pratica uma sistemática  obstrução ao andamento dos trabalhos da Justiça.

Lula será preso!