José Serra, com 32 % de aceitação, larga na frente na corrida presidencial

Segundo o Instituto de pesquisas Paraná, o atual ministro das Relações Exteriores  José Serra é o candidato à presidência do Brasil, com o maior potencial de votos entre todos os  nomes lembrados para o pleito de outubro de 2108.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

32,2% dos entrevistados pelo Instituto Paraná  se mostraram favoráveis a candidatura de José Serra, admitindo que numa eventual eleição votariam no senador paulista. Esse número, examinado de forma isolada tem um significado muito importante: Serra surge no cenário da sucessão à frente de nomes que concorreram em 2014. Supera em aceitação,  Aécio  Neves e Marina Silva.

José Serra concorreu à presidência em 2010 e foi derrotado por Dilma Rousseff. Sempre sustentou que “fatos estranhos”  foram os responsáveis por sua derrota. Serra nunca foi levado à sério em suas reclamações.  A Justiça Eleitoral ignorou todos os seus recursos, alegando que não existiam provas materiais para investigar Dilma.

Hoje, diante das revelações obtidas pelos investigadores da operação Lava Jato,  que confirmam a utilização de financiamento ilegal na campanha da presidente afastada Dilma Rousseff, José Serra encontra no episódio um discurso sólido para convencer que era o melhor candidato naquela oportunidade.

José Serra nunca escondeu o desejo de presidir o Brasil.