Gol terá 20 aeronaves a menos neste ano em relação a 2015

SÃO PAULO – A Gol vai operar em 2016 com um a frota menor que a de 2015, como forma de reduzir despesas e recuperar a rentabilidade após mais um ano de prejuízo bilionário.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Segundo detalhou em teleconferência com jornalistas nesta manhã o presidente da companhia, Paulo Kakinoff, como consequência à readequação da malha, com o corte de quatro destinos domésticos e quatro internacionais, a Gol cancelou o recebimento de 14 novas aeronaves da Boeing — vai receber apenas um novo avião neste ano. Além disso, vai devolver cinco jatos que estão em regime de arrendamento financeiro e outro, de leasing, será repassado a um operador aéreo estrangeiro.

A Gol informou que projeta uma queda entre 5% e 8% na oferta total medida em assentos-quilômetros disponíveis(ASK) para 2016.

” A companhia readequará sua malha aérea com o objetivo de focar nas rotas mais rentáveis da operação. A readequação da malha, que já foi aprovada pelos órgãos reguladores, irá ocorrer a partir de maio de 2016″, disse a empresa.

Em fato relevante divulgado pela Gol, a companhia aérea também informou que projeta para 2016 uma redução entre 15% e 18% no volume de decolagens e no total de assentos. Somente para o primeiro semestre, a expectativa da companhia é de queda entre 4% e 6% no volume de decolagens nacionais.
(Valor)