General é assassinado na Venezuela – Governo Maduro acusa a “direita” pelo crime

Félix Antonio Velásquez, general da reserva do exército da Venezuela, ex-chefe do Estado Maior e comandante da “milícia nacional bolivariana” foi assassinado na manhã deste sábado, 28 de maio em Caracas.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Aparentemente o episodio está relacionado com o “roubo” do automóvel chevrolet Corsa dirigido pelo militar, que no momento estava acompanhando da filha de 06 anos. Testemunhas relataram que os assassinos pilotavam uma moto de cor branca e com as placas encobertas.

O governo de Nicolas Maduro se pronunciou oficialmente sobre o episódio, responsabilizando elementos da “direita” pelo episódio que chama de “encomenda”. Relaciona o crime com as negociações em andamento para pacificar o país.

O Ministro de Relações Internas, Justiça e Paz da Venezuela, Gustavo González López disse que ” A morte do general Feliz Velasques enluta a pátria e o que a direita quer é interromper o clima de negociações internas que se encaminham nos últimos dias”.

%d blogueiros gostam disto: