DILMA É UM DELÍRIO SÓ”: VAI RENUNCIAR E QUER SER GOVERNADORA DO RIO/RIO GRANDE

Dilma Roussef está prestes a “ser convencida” por Carlos Lupi, presidente do PDT a renunciar o mandato de Presidente e se qualificar para concorrer aos governos do Rio Grande do Sul ou Rio de Janeiro, repetindo Leonel Brizola. Tem parecer de sua assessoria jurídica comandada por José Eduardo Cardoso, o vitorioso, de que se renunciar antes da decisão do Senado sobre seu impedimento, estará qualificada para permanecer no cenário político.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O jornalista Cláudio Humberto, editor do site Diário do Poder publica esta informação, com exclusividade, nesta segunda.

Confirmada a fortíssima possibilidade de impeachment, Dilma ficará inelegível por oito anos. A renúncia preservaria sua elegibilidade.




Dilma manterá estratégia de se vitimizar, repetindo à exaustão a lorota de “golpe” e mantendo mobilizada o que imagina ser sua militância.

A prioridade de Dilma seria disputar o governo do Rio Grande do Sul, onde se radicou. E foi até secretária estadual.

No caso de Collor não deu certo: na ocasião, o Senado ignorou a renúncia e decidiu manter o julgamento, aprovando o impeachment.