DILMA: ACABOU A FARRA… NÃO TEM MAIS AVIÃO PRESIDENCIAL E HELICÓPTERO

A presidente afastada Dilma Roussef já provou, neste final de semana, a amargura de ser ex. Suas viagens à Porto Alegre, para visitar os netos, sempre cercada de “pompa” são coisas do pasado. Sua viagem Brasília-Porto Alegre não foi de AirBus presidencial.  A equipe do novo presidente lhe disponibilizou  apenas um pequeno avião militar Lear Jet e seu deslocamento do aeroporto Salgado Filho ou Base Aérea de Canoas para o bairro “Tristeza” onde reside – 5 kilometros – já foi realizado de carro. Já não voaram os 2 helicópteros que usava quado presidente, um para segurança e outro para seu transporte. No campo de treino da base do grêmio, onde pousavam as aeronaves, mais de 20 veículos a aguardavam – bombeiros, SAMU, seguranças e a patuléia. Hoje,  apenas 03 automóveis a transportam no conturbado trânsito das ruas de Porto Alegre.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

O uso frequente do helicóptero por Dilma, em tempos de verbas contingenciadas, está incomodando militares da Força Aérea, porque o desembolso dos gastos dos voos é feito na conta da FAB, que, a exemplo de todas as demais pastas, sofreu drástico corte de verbas.
É fato que os pilotos dos helicópteros precisam cumprir as horas de voos mínimas previstas para se capacitar. Mas a queixa é que o uso intenso do helicóptero está consumindo recursos que poderiam ser distribuídos para treinamento dos pilotos nos demais equipamentos da Aeronáutica, e não só nesse modelo.