Dilma: A solidão do poder vai matá-la!

Dilma Roussef não tem tradição na política democrática.  Da gruerrilha surge sua luta que vem das armas, da subversão e do ódio.  Combateu em favor de um estado cruel, totalitário e de força.  Ante de ser “ungida” presidente por Lula,  não “provou” o calor das urnas.                                                                                                


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Com o passar dos dias, Dilma irá provar a dor da solidão e do abandono. Não terá mais com quem gritar, faltar como o respeito e humilhar, até porque, com 67 anos,  tem de aproveitar o que a natureza ainda lhe brindará para cuidar e curtir seus netos….                                                                                                                                                                                                                                                       Será “largada” na estrada da história, num caminho espinhoso, cruel e vingativo, onde todas as desfeitas, os desaforos e o desprezo que dedicou a companheiros de partido e adversário, que estão guardados no coração de homens e mulheres,  serão devolvidos em dobro.                                                                                                                                                                                                                               Dilma não será lembrada como a presidente que “engrandeceu” o cargo.  Sua história estará definitivamente está marcada como sendo a “mãe” da corrupção. Como a grande reponsável pelo maior escândalo político-financeiro da história do Brasil.

O solidão que Dilma irá provar não será material. Será moral e político.

A ilustração foi recolhida das redes sociais – Facebook – E o Cristalvox gostaria de publicar o nome de seu autor. BRILHANTE!